Profetas de Aleijadinho sofrem com poeira de minério e ataques de vândalos

Avalie este item
(0 votos)

As agressões ao acervo do Santuário Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas, na Região Central,

reconhecido como patrimônio cultural da humanidade pela Unesco, servem para ampliar as discussões sobre a necessidade ou não de remoção das estátuas dos profetas esculpidas por Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho. A cidade está cercada de mineradoras e a poeira do minério causa uma série de danos às obras de arte. “A situação é diferente de décadas atrás”, assinala o diretor do Museu de Congonhas, Sérgio Rodrigo Reis.

O escaneamento digital feito em 2011 e 2012 permitiu o registro completo das esculturas, a exemplo das perdas na pedra-sabão e marcas deixadas por vândalos, como rabiscos feitos com pregos, chaves etc.. “Mesmo com vigilância 24 horas, houve novas inscrições nas esculturas”, lamenta o diretor.

Ele diz que o museu é também espaço de pesquisas sobre monumentos pétreos. Num seminário internacional realizado recentemente, os especialistas revelaram que o biocida usado na década de 1990 para limpar as esculturas e evitar lesões e ataque principalmente de líquens tem contraindicações, por ser corrosivo. Com preocupação, o diretor diz que os líquens voltaram à superfície das peças.

Contemplando o adro pela primeira vez, em especial o profeta Daniel, o engenheiro paulista Oswaldo Pastore observou as marcas na pedra. E se surpreendeu com o estado de conservação. “A deterioração é grande, tem marcas de riscado. São obras de arte, precisam de cuidado permanente.” Fotografando tudo e fazendo selfies, os amigos Márdio dos Santos, médico, e Rafael Soares Peçanha, de Feira de Santana (BA), servidor público, consideraram o conjunto “impressionante”. Para Márdio, a beleza enriquece o patrimônio barroco do país. “É mais bonito do que se imagina”, acrescentou Rafael.

No segundo andar do Museu de Congonhas fica a Galeria das Réplicas, com Joel e Jonas a postos; as sombras plotadas na parede vermelha aguardam Amós, Abdias, Daniel, Baruc, Isaías, Oseias, Ezequiel, Jeremias, Naum e Habacuc. O cenário é a deixa para Sérgio esclarecer que, desde a década de 1940, foram feitas réplicas dos profetas, e as pioneiras, que estavam na Fazenda Boa Esperança, em Belo Vale, do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha), se encontram hoje no Museu de Congonhas, em sistema de comodato com a instituição. As condições do material, no entanto, são de degradação.

Para quem estranha ver os originais bicentenários ao ar livre e as réplicas em museu, Sérgio esclarece que as segundas guardam informações e conhecimento, sendo, na verdade, peças de segurança. No caso de algum dano às esculturas saídas do gênio de Aleijadinho – há recibos assinados por ele no Arquivo Eclesiástico da Arquidiocese de Mariana –, os restauradores podem recorrer tanto ao material digital, que guarda minúcias das 12 esculturas, quanto às feitas “à imagem e semelhança” dos originais.

Quem visitar o Museu de Congonhas, que completará dois anos no dia 15 e fica perto do Santuário Bom Jesus de Matosinhos, poderá ver, a partir de quinta-feira, uma exposição com vídeos, desenhos e fotografias que contam a história das réplicas dos profetas. O local funciona de terça a domingo, das 9h às 17h (com entrada a R$ 10), na quarta-feira, das 13h às 21h (entrada franca).

Fonte: Estado de Minas

Banner Direita Interna 11
Banner Direita Interna 12
Banner Direita Interna 13
Banner Direita Interna 21
Banner Direita Interna 22
Banner Direita Interna 23

Indicador Congonhas

O Indicador Congonhas é um portal criado pela jornalista Maria Clara Evangelista com o intuito de informar os internautas, principalmente os que moram em Congonhas e nas cidades vizinhas. Aqui você encontra notícias, atualizações sobre o trânsito e a BR 040, colunas, agenda de eventos, catálogo online, fotos e muitos mais. Faça um tour pelo nosso site e conheça o mais completo portal de informações de Congonhas!

Newsletter Indicador

Assinando o serviço de newsletter você não perderá as principais notícias do Indicador Congonhas, elas serão enviadas diretamente para seu e-mail! Para isso basta cadastrar seu e-mail no campo abaixo. O serviço é grátis!

Indicador Congonhas Instagram