Moradores de comunidades ameaçadas pela Barragem Casa de Pedra – que somam cerca de 4.800 pessoas –, em Congonhas, e ativistas que denunciam o perigo de rompimento dessa estrutura têm feito campanha e marcaram para hoje, às 15h, uma manifestação pela permanência do capitão Ronaldo Rosa de Lima. O oficial do Corpo de Bombeiros tem ajudado a fazer a articulação entre os ameaçados, o estado e a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e acabou sendo alvo de uma ordem de transferência do comado da corporação, um dia após ter declarado à reportagem do Estado de Minas que “não há risco iminente, mas essa (a Barragem Casa de Pedra) é uma barragem propensa ao rompimento. Sobretudo agora, com a chegada da estação de chuvas”.

Desde a última quinta-feira, a reportagem do EM mostra que a situação de estabilidade do barramento é delicada e envolve grupo de ações do governo do estado. E preocupa as comunidades do entorno da barragem.

A apreensão sobre esse barramento de rejeitos de minério de ferro começou depois que apareceram infiltrações no paredão de 80 metros do Dique de Sela, que é uma das estruturas da Barragem Casa de Pedra. Tal situação obrigou a CSN a providenciar reparos emergenciais que duram até hoje. As ombreiras dessa construção, que são o seu apoio sobre morros naturais, apresentaram, de acordo com parecer técnico da Central de Apoio Técnico (Ceat) do Ministério Público (MP), fator de estabilidade de 1,3, sendo que o mínimo exigido pela legislação do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) é 1,5. De acordo com a CSN, as obras executadas no dique conseguiram elevar esse fator de estabilidade para 1,6 e 1,7 nos dois lados do barramento, mas as obras continuam.

Desde o início dessas obras, o capitão tem sido insistente em exigir, em audiências públicas e entrevistas, a implantação de um plano emergencial de evacuação para os bairros Cristo Rei, Gran Park, Eldorado e Residencial, todos com residências que chegam a estar a 250 metros do dique que tem sido reparado. Na edição de sábado, o EM mostrou parte de um despacho interno assinado pelo comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Cláudio Roberto de Souza, que determina a transferência do capitão Ronaldo Rosa de Lima de Conselheiro Lafaiete – unidade responsável por Congonhas – para Barbacena, com o envio do comandante de Barbacena, capitão Rodrigo Paiva de Castro, para Lafaiete. A data do documento é exatamente a mesma do dia em que a reportagem com a declaração do capitão foi veiculada, dia 10 deste mês, sexta-feira.


MOVIMENTO O chamado para a manifestação que tem circulado por redes sociais traz a hashtag #ficaronaldo e os dizeres: “Somos solidários com quem fala a verdade e trabalha em prol da população. Diga não à transferência do capitão Ronaldo”. A manifestação está marcada para ocorrer em frente à Prefeitura de Conselheiro Lafaiete. A reportagem apurou que, apesar de a postagem estar circulando entre as comunidades, não há, ainda, um movimento intenso de pessoas de Congonhas se preparando para ir a Lafaiete, até porque os bairros suscetíveis a um possível rompimento são humildes e não muito articulados.

Procurado, o capitão Ronaldo preferiu não comentar a sua transferência por se tratar de um assunto interno da corporação. “Ainda sou o comandante, até que haja a publicação da transferência, mas prefiro não comentar esse fato que foge à minha competência técnica”, disse. A reportagem entrou em contato com o comandante-geral dos Bombeiros, coronel Cláudio Roberto de Souza, que não quis opinar sobre o fato. “Isso (a manifestação) não diz respeito aos Bombeiros e por isso não tenho nada a comentar sobre o assunto”, afirmou.

Um dos organizadores do movimento pela permanência do bombeiro é o engenheiro de segurança de Conselheiro Lafaiete, Fernando Cardoso, de 38 anos. “O capitão está sendo vítima de uma grande injustiça. Algo meramente político, contra um profissional que fez alertas e procurou a segurança da comunidade. Conversei com ele, e ele está receoso de falar, mas percebe-se que está muito chateado com tudo isso que está acontecendo”, disse. De acordo com o engenheiro, cerca de 36 mil pessoas já reagiram à hashtag #ficaronaldo e por isso ele espera que a pressão exercida sobre os Bombeiros mantenha o oficial em sua posição. “Aqui em Lafaiete ele é muito querido. Quando era tenente, trouxe a prevenção de incêndios para a região. Tinha 11 bombeiros no seu efetivo, em duas salas. Hoje, ele praticamente criou um batalhão com heliporto, piscina, torres para salvamento em altura, foi uma pessoa que transformou Conselheiro Lafaiete e por isso é querido e respeitado por todos”, afirmou Cardoso.


Plano de evacuação

A CSN informou que está agindo com a Prefeitura de Congonhas para implementar um plano de evacuação para a população que vive à beira da Barragem Casa de Pedra. Duas sirenes estão em instalação para emitir os alertas para a população e os trabalhadores da companhia, uma delas na barragem e outra no Bairro Lucas Monteiro. Outras três estão previstas e devem ser implantadas até 15 de dezembro, que é o prazo dado pelo Ministério Público para as adequações. Um cadastramento da população ameaçada foi feito para se saber quais são as pessoas com dificuldades de locomoção, crianças e idosos.

A empresa também informou que novos mapas de inundação, com resoluções melhores e que mostram como se comportaria a onda de rejeitos em caso de rompimento, foram entregues à Defesa Civil no dia 1º deste mês. Três espaços definidos como abrigos foram indicados para servir de refúgio: CET, Escola Judith e Lar dos Idosos. Foram levantados oito pontos de encontro, sendo um deles num lote vago do Bairro Residencial; na Praça do Bairro Dom Oscar; em frente à Escola Pingo de Gente; no campo de futebol Fonte dos Moinhos; na Romaria; em frente ao Clube Recanto da Serra; no lote vago no Bairro Eldorado; e em frente ao Clube Astra. Foram cadastradas 1.367 casas em áreas que sofreriam algum tipo de dano.


Ações preventivas

A Coordenadoria Estadual de Minas Gerais sustenta que o grupo do governo de Minas que atualmente desenvolve ações preventivas e emergenciais junto à comunidade vizinha à Barragem Casa de Pedra não é sigiloso. Segundo o major Rodrigo de Faria, coordenador-adjunto do órgão, a força-tarefa que integra diversas secretarias, Polícia Militar, Bombeiros, Defesa Civil, entre outros órgãos, foi criada em dezembro de 2016 para dar resposta a qualquer tipo de ocorrência relacionada às consequências das chuvas. Segundo o major, os membros se reúnem semanalmente e, diante das notícias veiculadas sobre uma situação de risco na barragem, o grupo colocou o assunto em pauta para avaliar os efeitos da temporada chuvosa na estrutura mantida pela CSN. O major também comenta a atual situação do barramento que, segundo ele, está estável. “Em vistoria feita na barragem pelo órgão federal e pelo Ministério Público Federal (MPF) na última quarta-feira, não foram constatadas anomalias”, disse.

Fonte: Estado de Minas

Publicado em Ultimas de Congonhas

A preocupação com a estabilidade da Barragem Casa de Pedra, que passa por obras para prevenir a ameaça de um rompimento que afetaria milhares de pessoas,

Publicado em Ultimas de Congonhas

Na tarde desta terça-feira, dia 31, os Bombeiros da 2ª Cia Ind BM de Conselheiro Lafaiete foram acionados por uma equipe do SAMU para resgatar o corpo de um homem, de aproximadamente 55 anos, em um local de difícil acesso no bairro Manoel Correia, em Lafaiete.

Conforme atestou o médico do SAMU que foi ao local acompanhando a equipe, o homem sofreu um infarto e estava caído no final de uma ribanceira de aproximadamente 60 metros.

Os Bombeiros usaram técnicas apropriadas para o resgate do corpo que foi encaminhado em seguida ao IML pelo serviço funerário.

A identificação da vítima não foi divulgada.

Informações: AFX Notícias

Publicado em Regional

Uma residência localizada na rua Dom Pedro II, no bairro Basílica, em Congonhas,

Publicado em Ultimas de Congonhas

Bombeiros de Conselheiro Lafaiete auxiliaram um operador de um guindaste (grua) montado no bairro Nova Cidade,

Publicado em Ultimas de Congonhas

Pelo menos cinco pessoas morreram e 20 ficam feridas por causa da chuva que atinge Minas Gerais desde esta segunda-feira (2). Embora não haja um balanço oficial, foram pelo menos cinco mortes no Estado.

Em Belo Horizonte o taxista Fábio Teixeira Magestes, de 37 anos, morreu depois que uma árvore caiu em cima do carro em que eles estava na rua Timbiras, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Outras duas pessoas que estavam em Uber na mesma rua também ficaram feridas.

Já em Uberaba, no Triângulo Mineiro, duas pessoas morreram e outras 12 ficaram feridas após a queda de um raio em uma fazenda da zona rural, onde as vítimas trabalhavam. José Everaldo da Silva, 36 anos e Laurinete Ribeiro da Silva, 41 anos não resistiram aos ferimentos e morreram.

Já em Juiz de Fora, na Zona da Mata, o deslizamento de um barranco causou a morte de dois homens e deixou outros três feridos na manhã desta terça-feira (3). A Defesa Civil informou que 15 homens trabalhavam na obra no momento do acidente. As cinco vítimas faziam uma escavação onde o barranco desabou.

Em Congonhas, na região Central de Minas, três pessoas - um bebê, uma criança e uma idosa - ficaram feridas na tarde desta segunda-feira (2) após um desabamento de uma casa durante um temporal que atingiu a cidade durante a tarde.

Fonte: O Tempo

Publicado em Regional

Três pessoas - um bebê, uma criança e uma idosa - ficaram feridas na tarde dessa segunda-feira (2) após um desabamento de uma casa em Congonhas

Publicado em Ultimas de Congonhas

Moradores da rua Benjamim Constant, no bairro são João, em Conselheiro Lafaiete acordaram com um susto na manhã deste domingo 1º de outubro.

Por volta das seis e meia da manhã um veículo Gol licenciado em Conselheiro Lafaiete seguia no sentido para o bairro São João, quando o condutor perdeu o controle da direção vindo a cair em um lote vago, destruindo parte do tapume que cercava o lote e batendo na parede de uma residência.

08a20e83-99f7-41eb-9ac0-52fb57af94ab


Vítimas

Militares da 2ª Companhia de Bombeiros de Conselheiro Lafaiete compareceram ao local para atendimento às vítimas. No carro havia dois ocupantes, conscientes e orientados, que apresentavam escoriações generalizadas.

Após avaliação inicial, a equipe do Corpo de Bombeiros, imobilizou e retirou os ocupantes do interior do veículo. O condutor foi conduzido pela Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros para o Hospital e Maternidade São José em Conselheiro Lafaiete, já o outro ocupante, foi conduzido por uma ambulância do Samu para o mesmo hospital, onde permaneceram sob os cuidados da equipe médica de plantão.

befcfa0b-18d5-4d14-b4e8-f40c6b80d103

Fonte: Fato Real

Publicado em Regional

Incêndio destrói três carros em Lafaiete

Sexta, 29 Setembro 2017 14:48

Na tarde desta quarta-feira, 27/09, bombeiros foram acionados a comparecer à rua Argeu Ferreira, no bairro Amaro Ribeiro, em Conselheiro Lafaiete, onde segundo informações de um solicitante de 63 anos, um incêndio em vegetação que atingiu um bambuzal prolongou-se para uma área de um depósito onde estavam veículos e também um barracão de madeira.

Quando os bombeiros chegaram ao local verificaram que três veículos se encontravam em chamas sendo um Gol de placa GOS 7089, um Fiat Tempra de placa GVS 5598 e uma caminhonete de placa GRG 9240.

3ee706a4-bcc6-423f-bfee-83c765d96068

Além disso, vários pneus também queimavam além de um barracão de madeira com telhado de amianto.

Imediatamente os bombeiros iniciaram o combate às chamas que atingiu uma área total de cerca de 1.000 metros quadrados, sendo utilizados para o combate cerca de 6.000 litros de água.

Ninguém se feriu.

Fonte: Fato Real

Publicado em Regional

Um bebê de aproximadamente 20 dias, ficou engasgado após ser amamentado no começo da noite desta quarta-feira (20) em Conselheiro Lafaiete.

Após realizar contato via 193, a família foi atendida e por telefone recebeu as primeiras orientações para fazer a desobstrução da criança. A família relatou que o bebê estava obstruído, não conseguindo respirar corretamente sendo orientados a realizar as manobras necessárias para desosbstrução da vítima. No local, um cidadão que já possuía conhecimento em primeiros socorros auxiliou no atendimento executando o que era repassado por telefone até a chegada da guarnição.

Ao chegar no local, a guarnição de resgate fez uma nova avaliação e conduziu o menor até o hospital de referência pediátrica da região. Durante o deslocamento o recém nascido voltou a apresentar um novo quadro de obstrução sendo rapidamente socorrido pelos militares e voltando à normalidade em seguida

Publicado em Regional

Página 1 de 11

Banner Direita Interna 11
Banner Direita Interna 12
Banner Direita Interna 13
Banner Direita Interna 21
Banner Direita Interna 22
Banner Direita Interna 23

Indicador Congonhas

O Indicador Congonhas é um portal criado pela jornalista Maria Clara Evangelista com o intuito de informar os internautas, principalmente os que moram em Congonhas e nas cidades vizinhas. Aqui você encontra notícias, atualizações sobre o trânsito e a BR 040, colunas, agenda de eventos, catálogo online, fotos e muitos mais. Faça um tour pelo nosso site e conheça o mais completo portal de informações de Congonhas!

Newsletter Indicador

Assinando o serviço de newsletter você não perderá as principais notícias do Indicador Congonhas, elas serão enviadas diretamente para seu e-mail! Para isso basta cadastrar seu e-mail no campo abaixo. O serviço é grátis!

Indicador Congonhas Instagram