Подробнее на сайте: https://newsdone.ruGo to top of pagehttps://hundrednews.ruhttps://stacknews.ru https://newscatch.ru
https://allnightnews.ruhttps://newsfire.ruhttps://foremostnews.ruhttps://mirrornews.ru https://bundlenews.ru
https://newsplain.ru https://newsentire.ru https://dashnews.ru https://unonews.ruhttps://principalnews.ruhttps://newsdeliver.ru

O Governo Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), investe na inclusão de crianças com deficiência nas escolas municipais, garantindo a todos o direito à educação, com práticas pedagógicas especializadas. No total, Congonhas possui 107 alunos incluídos, que recebem atendimento no Núcleo de Apoio Educacional, têm acesso às salas de recursos multifuncionais e contam com professores de apoio e cuidadores. O 1º Encontro de Inclusão, realizado nessa terça-feira, 5, na E.M. Engenheiro Oscar Weinschenck, debateu o assunto e reuniu toda a comunidade escolar e contou com a participação da professora e intérprete da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), Thays Medeiros. Na data também foi celebrado o Dia Mundial da Acessibilidade.

A secretária municipal de Educação, Maria Aparecida Resende, ressaltou que, entre as cidades da região, Congonhas é a única que oferece atendimento especializado para os alunos incluídos. “Falar de inclusão é fundamental, em uma cidade que prioriza a qualidade de vida. Temos muito o que melhorar e esse é um trabalho que se faz a muitas mãos, com o Governo Municipal, os pais e os profissionais da educação”, completou. A secretária também apresentou a estrutura da rede municipal de ensino, que conta com 33 escolas, sendo que 22 funcionam em tempo integral, e os serviços oferecidos pela SME.

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sentadas, sapatos e área interna

A Pedagoga do Núcleo de Apoio a Inclusão da Superintendência Regional de Ensino de Conselheiro Lafaiete, Lucimara de São José, elogiou o 1º Encontro de Inclusão, que realizou o debate não só com  os profissionais da educação, mas também com as famílias e com os próprios alunos. Durante sua palestra, ela explicou o que é e como se faz a inclusão nas escolas. “No processo de receber e acolher pessoas com deficiência, não podemos pensar na deficiência em si, em como acolho um cego, surdo, uma pessoa que tenha autismo ou uma deficiência física. Não podemos pensar no geral. Quando pensamos em inclusão temos que pensar na pessoa, não na deficiência”, ressaltou.

Pai de um aluno portador de autismo, Luis Alberto Resende disse que “a inclusão é uma coisa nova. Nós, pais de crianças especiais, professores, educadores, pedagogas, enfim, todas as pessoas envolvidas no sistema de inclusão, estamos fazendo história. Quando meu filho foi diagnosticado com autismo, ele tinha dois anos e meio. Eu tenho muito orgulho do meu filho. Ele não é melhor nem pior que ninguém, é uma criança saudável, alegre e feliz”.

A imagem pode conter: 13 pessoas, pessoas sentadas

Atendimento educacional

Além de prestar o Serviço de Apoio à Inclusão, atendendo aos alunos com deficiência incluídos na rede municipal, o Núcleo de Apoio Educacional presta, entre outros, atendimento clínico nas áreas de fonoaudiologia, psicologia e terapia; orientação aos pais e aos profissionais das escolas; atendimentos na área pedagógica; e marcação de exames e consultas médicas. Até outubro deste ano, foram realizados, aproximadamente, 9.500 atendimentos clínicos e pedagógicos.

A coordenadora do Núcleo de Apoio Educacional, Márcia D’el Carmo Rodrigues, ressalta que a SEME trabalha para que a inclusão seja um processo natural não só nas escolas, mas em toda a sociedade. “O processo de inclusão ainda está acontecendo, pois cada aluno possui necessidades diferentes. A todo momento temos que repensar e debater com as escolas. E é esse trabalho de inclusão que almejamos cada vez mais”, completou.

A pedagoga do Núcleo, Marluce Geralda da Costa, também reforçou que a inclusão precisa acontecer, sendo que não se pode partir do princípio de que todas as pessoas possuem as mesmas deficiências e necessidades: “Estamos construindo caminhos. Não existe nada pronto. O trabalho da Secretaria Municipal de Educação e das escolas demonstra isso de maneira muito clara. Estamos aqui para refletir que a inclusão não é só escolar. Em todos os lugares as pessoas precisam de acessibilidade”.

A rede municipal de ensino também conta com 12 salas de recursos multifuncionais e 16 professores em atendimento às 33 escolas da rede. Além disso, são 22 professores de apoio, sendo que dois são intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), e 17 cuidadores.

Publicado em Ultimas de Congonhas

O Centro de Referência Psicossocial da Adolescência e Infância (CERPAI) realizou, esta semana, o primeiro encontro de pais de pacientes com diagnóstico de Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDH). A equipe técnica do CERPAI conta com terapeutas ocupacionais e psicólogas, com o serviço de psiquiatria e criou o “Grupo de Pais TDAH”. Quem coordena este trabalho é a médica psiquiatra Dra. Amábile Maria Vaccari. Ela ministrou palestra, e esclareceu as dúvidas dos pais que estiveram presentes.

De acordo com Amábile, o objetivo do grupo é retirar as dúvidas frequentes em relação a medicações e tratamentos e de como é feito o diagnóstico, o que muitas vezes não é esclarecido nas consultas. Além disso, este grupo orienta sobre a melhor maneira de lidar com criança com TDH, como técnicas de terapia comportamental, que ajudam os pais a terem um relacionamento mais harmonioso, para o tratamento se tornar mais eficaz. Amábile reforça que é importante a orientação dos pais para que eles sejam mais engajados no tratamento dos filhos.

O Centro de Referência Psicossocial da Adolescência e da Infância fica localizado a rua Padre João Pio, nº 163, Centro. O horário de funcionamento é de segunda a quinta-feira de 7h às 18h e na sexta de 7h às 17h. Mais informações pelo telefone 3731-6474.

Publicado em Ultimas de Congonhas

Só 31 escolas públicas brasileiras que atendem alunos de baixo nível socioeconômico do ciclo 1 do ensino fundamental conseguiram manter a excelência do ensino ao longo de três edições consecutivas de uma pesquisa feita pela Fundação Lemann, Instituto Credit Suisse Hedging-Griffo e Itaú BBA, a partir de dados da Prova Brasil. O resultado da última análise, referente a 2015, foi divulgado nesta terça-feira (19).

No primeiro ano da pesquisa, em 2011, um grupo de 215 escolas foram consideradas excelentes. Elas estão dentro de um universo de 15 mil escolas que atendem alunos de 1º ao 5º ano do ensino fundamental. Destas 215, só 54 se mantiveram neste ano, e apenas 31 apareceram nas três pesquisas (dos anos de 2011, 2013 e 2015). Só quatro delas são da rede estadual, o restante é municipal (veja a lista abaixo).

“É um número baixo, gostaríamos de ter muito mais escolas. Poucas conseguem se manter no patamar que julgamos adequado. Não sabemos se é o perfil do aluno que muda ou se é a gestão, porque a régua não é rigorosa. Houve uma queda no Ideb e estamos tentamos entender o motivo”, diz Ernesto Martins Faria, coordenador do estudo.

O estudo aponta que, entre 2011 e 2015, mais de 80% das escolas que perderam a condição de excelência tiveram também uma diminuição no Ideb. O segundo critério que mais contribuiu para a queda de escolas no topo da qualidade foi o desempenho insuficiente em matemática, o que ocorreu com 63% dos alunos. Outros 35% tiveram desempenho insuficiente em língua portuguesa.

O mapeamento tem como base a Prova Brasil, um exame que avalia os conhecimentos dos alunos em matemática e língua portuguesa. O resultado do desempenho é um dos componentes do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Escolas que atendem aos critérios 'excelência com equidade' em 2011, 2013 e 2015

ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL (31 escolas)

Escola - estado - cidade - rede

- Professor Nazaré Varela - Amazonas - Carauari - estadual
- Dinorah Ramos - Ceará - Sobral - municipal
- Mocinha Rodrigues - Ceará - Sobral - municipal
- Raimundo Pimentel Gomes - Ceará - Sobral - municipal
- Emeferico Veríssimo - Mato Grosso - Lucas do Rio Verde - municipal
- Couto de Magalhães - Goiás - Corumbaíba - municipal
- Evangélica Monte Moria - Goiás - Goianésia - municipal
- Pingo de Gente polo - Mato Grosso do Sul - Nova Andradina - municipal
- Elisa Rabelo de Mesquista - Minas Gerais - Campo do Meio - municipal
- João Narciso - Minas Gerais - Congonhas - municipal
- Paulo Barbosa - Minas Gerais - Formiga - municipal
- Padre Waldemar Antônio de Pádua Teixeira - Minas Gerais - Itaúna - municipal
- José Teotônio de Castro - Minas Gerais - Lagoa da Prata - estadual
- Frei Orlando - Minas Gerais - Morada Nova de Minas - estadual
- Monsenhor Sebastião Vieira - Minas Gerais - Paraisópolis - municipal
- Frei Leopoldo - Minas Gerais - Patos de Minas - municipal
- Professor José Luiz de Araújo - Minas Gerais - Rio Paranaíba - estadual
- Iracy José Ferreira - Minas Gerais - São Gotardo - municipal
- Professora Maria Aparecida Passos - Minas Gerais - São José da Barra - municipal
- Augusto Werner - Paraná - Foz do Iguaçu - municipal
- Duque de Caxias - Paraná - Foz do Iguaçu - municipal
- Erico Veríssimo - Paraná - Foz do Iguaçu - municipal
- Monteiro Lobato - Paraná - Foz do Iguaçu - municipal
- Olavo Bilac - Paraná - Foz do Iguaçu - municipal
- Osvaldo Cruz - Paraná - Foz do Iguaçu - municipal
- Vinicius de Moraes - Paraná - Foz do Iguaçu - municipal
- Idalina P Bonatto - Paraná - Medianeira - municipal
- São Francisco de Assis - Paraná - Siqueira Campos - municipal
- Presidente Tancredo Neves - Pernambuco - Tupanatinga - municipal
- Tobias Barreto - Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - municipal
- Professor Jair Luiz da Silva - São Paulo - Junqueirópolis - municipal

Fonte: G1

Publicado em Ultimas de Congonhas

Uma recém-nascida morreu asfixiada na madrugada do sábado, 19/08, em Lafaiete. O caso ocorreu em uma residência da rua Juracy Ramalho Costa, no bairro Sion.

A recém-nascida N.A.D.S de apenas um mês de vida dormia na mesma cama da mãe. A morte da bebezinha teria ocorrido involuntariamente enquanto pai e mãe dormiam com a filha na cama do casal. A bebê estava entre a mãe e a parede da casa.

A mãe da criança (23), contou aos militares que a filha havia dormido por volta das 21h30 e que ao acordar durante a madrugada observou que a criança estava imóvel com a cabecinha virada de encontro ao travesseiro. Ela disse que chamou o marido para verificar a situação, sendo constatado por ele que a menina não apresentava os sinais vitais. Mediante tal situação, acionaram o Samu. Um médico compareceu ao local e comprovou o óbito.

O casal admitiu ter feito uso de bebidas alcoólicas durante a noite, tendo a mãe recebida voz de prisão em flagrante delito pelo crime de homicídio culposo, o que foi ratificado pela autoridade policial de plantão na 2ª DRPC. Após os trabalhos da perícia o corpo foi enviado ao IML.


Cuidados

Os médicos não recomendam dividir a cama com o bebê se os pais forem fumantes (mesmo que não fumem no quarto), obesos ou se usarem remédios para dormir ou substâncias como álcool e drogas, que possam provocar um sono muito pesado. O que as entidades recomendam é que o bebê durma no mesmo quarto que os pais, mas num berço ou cesto separado.

Fonte: AFX Notícias e Fato Real

Publicado em Regional

Crianças e tecnologia: o papel dos pais

Segunda, 17 Abril 2017 14:51

Um questionamento recorrente dos pais é sobre porque seus filhos ficam conectados à internet com tanta frequência,


A UFMG foi a universidade mais procurada no Brasil no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2017, dentre as 131 instituições que integram o programa. No total foram 171.825 inscrições para as 6.279 vagas oferecidas neste ano. O balanço, divulgado pelo Ministério da Educação (MEC), mostra que a média de candidado por vaga foi de 27,37.

O curso mais concorrido, com 6.726 inscrições, foi Medicina, na modalidade de reserva de vagas pela Lei de Cotas. Em segundo lugar apareceu Direito noturno, também pela reserva de vagas, com 6.422 inscrições, seguida por Medicina, na modalidade ampla concorrência, com 6.358 inscrições.

Psicologia (5.058 inscritos na modalidade ampla concorrência) e Direito (3.934 inscritos, na modalidade reserva de vagas) fecham o top 5 dos mais concorridos na UFMG.

No total, o curso de Medicina oferece 320 vagas, Direito, 200, e Psicologia oferece 132 vagas, sendo a metade em ampla concorrência e a outra metade na modalidade de reserva de vagas.

Na edição de 2016, a universidade recebeu 195 mil inscrições pelo Sisu, número superior ao registrado neste ano.

Ranking

- UFMG - 171.825 inscrições para 6.279 vagas
- Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) - 144.322 inscrições para 6.952 vagas
- Universidade Federal do Ceará (UFC) - 140.849 inscrições para 6.288 vagas
- Universidade Federal do Maranhão (UFMA) - 131.899 inscrições para 2.418 vagas
- Universidade Federal de Goiás (UFG) - 130.077 inscrições para 6.365 vagas
- Universidade Federal da Bahia (UFBA) - 118.998 inscrições para 4.442 vagas
- Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - 117.315 inscrições para 4.917 vagas
- Universidade Federal da Paraíba (UFPB) - 117.256 inscrições para 7.790 vagas
- Universidade Federal Fluminense (UFF) - 112.841 inscrições para 5.032 vagas

Fonte: Hoje Em Dia

Publicado em Regional

Um bebê de 1 mês e 20 dias de vida chegou em um hospital de Barbacena, na região do Campo das Vertentes, já sem vida, nesse domingo (9), com escoriações pelo corpo e um edema no rosto, além de sangramento pelo nariz. Os pais da criança e um vizinho foram presos.

A Polícia Militar (PM) informou que foi chamada na unidade de saúde, após os médicos confirmarem que o bebê morreu, antes de receber atendimento. Aos policiais, os pais da vítima contaram que deixaram o bebê e o outro filho de 2 anos com um vizinho, por volta das 21h de sábado (8) e que retornaram às 6h do domingo (9), encontrando o mais novo deitado no sofá, com sangramento no nariz. Eles pediram ajuda a uma vizinha e levaram o filho para o hospital.

O vizinho, de 51 anos, alegou para à PM que as crianças choraram durante toda a noite e, que por volta das 5h, ele notou que o menino mais novo estava com catarro e sangramento no nariz. Como não conseguiu ajuda, decidiu aguardar os pais das crianças retornarem.

Uma vizinha, que acompanhou os pais até o hospital, disse aos policiais que antes de eles chegarem na unidade de saúde, o bebê já aparentava estar sem vida.

A PM prendeu o vizinho por omissão de socorro e os pais, de 27 e 52 anos, por abandono de incapaz. O caso aconteceu no bairro Funcionários.

Segundo a assessoria da Polícia Civil, o casal prestou depoimento e foi liberado. Já o vizinho, teve a prisão ratificada e foi encaminhado para o Presídio de Barbacena.


Inocente

O pequeno Willian Gabriel Antunes Mendes foi velado na capela Santa Terezinha e sepultado, na manhã desta segunda-feira (10), no cemitério Boa Morte, no município, de acordo com a funerária Santa Casa.

Fonte: O Tempo

Publicado em Regional

Banner Direita Interna 11
Banner Direita Interna 12
Banner Direita Interna 13
Banner Direita Interna 21
Banner Direita Interna 22
Banner Direita Interna 23

Indicador Congonhas

O Indicador Congonhas é um portal criado pela jornalista Maria Clara Evangelista com o intuito de informar os internautas, principalmente os que moram em Congonhas e nas cidades vizinhas. Aqui você encontra notícias, atualizações sobre o trânsito e a BR 040, colunas, agenda de eventos, catálogo online, fotos e muitos mais. Faça um tour pelo nosso site e conheça o mais completo portal de informações de Congonhas!

Newsletter Indicador

Assinando o serviço de newsletter você não perderá as principais notícias do Indicador Congonhas, elas serão enviadas diretamente para seu e-mail! Para isso basta cadastrar seu e-mail no campo abaixo. O serviço é grátis!

Indicador Congonhas Instagram