A juventude tomou conta do Poliesportivo Central nesta segunda à noite para a abertura da 16ª Copa Verão de Futsal. As 22 equipes desfilaram pela quadra.

A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

O atleta Whisley (Shakthar) condiziu a tocha olímpica e acendeu ao lado do prefeito Zelinho, do vereador Lucas Bob e do presidente do Conselho M. de Esporte, Eduardo Nereu. Guilherme Lucas, do Gunners, fez o juramento em nome dos jogadores. O secretário José Lúcio (Sel) deu boas vindas às equipes e à torcida.

Pela categoria Sub 18, o Shakthar goleou o Betas por 11 a 0 e o Fanáticos bateu o Bulls por 2 a 1.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas praticando esportes, campo de beisebol e estádio

A rodada desta terça e todas as informações também do Sub 16 Masculino e da Sub 18 Feminino estão em:
http://www.congonhas.mg.gov.br/index.php/equipes-que-vao-disputar-a-copa-verao-ja-podem-se-inscrever/


A Secretaria Municipal de Cultura de Conselheiro Lafaiete tornou público o regulamento para inscrição de propostas de shows musicais para o carnaval municipal 2018. Podem se inscrever pessoas físicas ou jurídicas que representem bandas ou grupos musicais que contemplem os estilos “marchinhas”, “samba raiz e samba enredo” e “axé e samba enredo”.

As inscrições das propostas estão abertas desde o dia 20 de novembro e se encerram no dia 15 de dezembro. O regulamento completo pode ser acessado no site da Prefeitura Municipal de Conselheiro Lafaiete, no menu “publicações”, em seguida no menu “diversos”. O edital também pode ser acessado clicando aqui. As inscrições deverão ser digitadas, impressas, encadernadas e entregues pessoalmente no Solar do Barão do Suaçuí, ou pelo correio, no endereço especificado no regulamento.

O carnaval 2018 acontece entre os dias 2 e 13 de fevereiro, sendo o primeiro fim de semana de fevereiro reservado para o pré-carnaval. As propostas serão avaliadas por uma comissão avaliadora que julgará os inscritos pelos critérios de experiência, opinião pública, formação e repertório. Os inscritos devem concordar com todos os termos do regulamento aqueles selecionados serão contatados, a partir do dia 8 de janeiro de 2018, para ver disponibilidade de datas para apresentação.

Para mais informações, entre em contato com a Secretaria Municipal de Conselheiro Lafaiete – MG pelo telefone 3769-2600.

Publicado em Regional

A força das histórias e o resgate da memória marcaram o primeiro dia da 4ª Festa Literária de Congonhas (FLIC). Amantes da leitura e da escrita podem se preparar para uma programação especial, repleta de trocas de experiência e aprendizado, que segue até este domingo, 22. A abertura oficial do evento, promovido pelo Governo Municipal, por meio da Secretaria de Educação em parceria com o Museu de Congonhas, foi realizada na tarde desta quinta-feira, 19, no Museu de Congonhas. O tema deste ano é “História, Memória e Literatura”.

No primeiro dia da FLIC, alunos da Escola Municipal Padre Jacinto Pinheiro viajaram nas histórias contadas pela auxiliar de biblioteca, Júnia Ferreira. O Museu de Congonhas recebeu, ainda, a escritora Laura Conrado, que falou sobre a força das histórias.

A imagem pode conter: 9 pessoas, pessoas sentadas e área interna

À noite, a contadora de histórias, autora, tradutora e editora de literatura infantil, Rosana Mont’Alverne, ministrou uma palestra sobre “O contador de histórias e a descoberta da literatura na infância” no centro cultural. A autora parabenizou, ainda, a realização da FLIC. “Estou muito honrada com esse convite do município de Congonhas. Tenho acompanhado muito de perto todo o movimento da consolidação da cultura literária de Minas Gerais”, diz.

A história e a cultura da cidade foram destacadas na mesa “Literatura na construção da memória de Congonhas”, que contou com a presença de convidados especiais: Cristiane Melo, Sérgio Rodrigo Reis, Luciomar Jesus, Juliana Mendes Freitas, Paulo Henrique de Lima Filho e Quim Cordeiro. O público pode conhecer personagens que marcaram a cidade, como o poeta Nicola Falabella, e ter contato com obras desenvolvidas na cidade, como “Imaginário e iluminuras: memória e desenho de um povo”, de Juliana Freitas, “Venenos Adocicados”, de Paulo Henrique de Lima, e o “Poesia Itinerante”, de Quim Cordeiro.

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas



Cerimônia de abertura

A cerimônia de abertura contou com a presença da secretária municipal de Educação, Maria Aparecida Resende; da diretora da biblioteca municipal Djalma Andrade, Cristiane Melo; do diretor da FUMCULT e do Museu de Congonhas, Sérgio Rodrigo Reis; além de educadores, escritores e leitores.

A secretária municipal de Educação, Maria Aparecida Resende, reforçou que o Governo Municipal investe na leitura, sendo que todas as escolas municipais têm biblioteca. “O que promove o ser é ler e escrever. É lendo e escrevendo que ele se comunica melhor. Essas atividades precisam ser compreendidas como um bate-papo, levando em conta que a literatura, a conversação, a interpretação permeiam a nossa vida”, destacou.

O diretor da FUMCULT e do Museu de Congonhas, Sérgio Rodrigo Reis, destacou o papel dos museus de Congonhas, da Imagem e Memória e da Mineralogia em Congonhas. Observou, ainda, que esses espaços devem ser apropriados para fomentar e resgatar a história da cidade. “Conteúdo é o que não falta. Não adianta termos tanto conteúdo se vocês não se apropriarem destes espaços e levarem para a sala de aula. Temos um conteúdo transformador. Poucas cidades têm tanta cultura e tanta história como Congonhas”, completou.

A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas sentadas

Confira a programação aqui.

Publicado em Ultimas de Congonhas

Após o êxito da Exposição Itinerante Africanidades, que percorreu o interior do Estado em 2016 com um recorte do Memorial Minas Gerais Vale com foco em questões étnico-raciais, neste ano o museu pôs o pé na estrada com o Projeto Mineiridades, levando cultura gratuita, por meio da experiência, e ampliando o acesso das comunidades abarcadas.

A exposição chega agora em Congonhas. A abertura será nesta quarta-feira (9), às 19h30, no Museu Congonhas, na Alameda Cidade Matosinhos de Portugal, 77, Basílica Congonhas. A mostra fica aberta, gratuitamente, até 24 de setembro.

A iniciativa, composta por uma exposição e atividades culturais e educativas, reproduzirá salas do Memorial como Barroco Mineiro, Fazendas, Caminhos e Descaminhos e Jequitinhonha, e fará a releitura de outras, levando para as cidades uma nova oportunidade de vivenciar a essência de ser mineiro. Ao adentrar a exposição, os visitantes serão envolvidos por memórias afetivas por meio de sons, imagens e aromas.

Em cada localidade, a exposição agregará parte da cidade e da história de seus moradores, como forma de valorizar as tradições locais. Em Congonhas, o projeto vai promover oficinas de confecção de tapetes de serragem e de estandartes, tradicionais itens religiosos usados em cerimônias, como procissões. As inscrições podem ser feitas pelo telefone (31) 3731-3979. A Exposição também contará com um totem para visita virtual ao acervo completo do museu.

Além de Congonhas, ao final do ano, a exposição Mineiridades terá passado também por Nova Lima, Itabirito, Ouro Preto, Itabira, Brumadinho e Santa Bárbara.

Serviço

O que: Exposição Mineiridades.

Onde: Museu Congonhas, na Alameda Cidade Matosinhos de Portugal, 77, Basílica Congonhas.

Quando: de 9 de agosto a 24 de setembro.

Publicado em Eventos

Jeceaba vai respirar esporte a partir desta terça-feira (30) quando será sede da Etapa Micro regional dos JEMG – Jogos Escolares de Minas Gerais. A abertura oficial da competição, aberta ao público, será às 19 horas, no Ginásio Poliesportivo Geraldão, mas, já pela manhã, a partir das 9 horas, os jogos terão início simultaneamente nos Ginásio Poliesportivo Geraldão e Bituri e nas quadras da Escola Municipal Zuleika Halfeld de Albuquerque e do CRAS, em Jeceaba.

Os municípios participantes da etapa microrregional em Jeceaba são: Catas Altas da Noruega, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Cristiano Otoni, Desterro de Entre Rios, Entre Rios de Minas, Itaverava, Jeceaba, Lamim, Piranga, Queluzito, Rio Espera e Senhora de Oliveira.

Serão disputadas quatro modalidades: futsal, basquete, vôlei e handebol – feminino e masculino, além do xadrez.

Para o Prefeito Municipal, Fábio Vasconcelos, receber os atletas, fomentar a prática esportiva e colaborar na formação desses cidadãos é o maior prêmio para o esporte. "É um orgulho para nós, jeceabenses, recebermos os jogos. Quero destacar que a maior satisfação é saber que muitos desses jovens podem ter ótimas oportunidades através do esporte", finaliza.

O Minas Esportiva/JEMG constitui uma ação do Governo de Minas Gerais, realizado por meio das Secretarias de Estado de Esportes e de Educação e é o maior e o mais importante programa esportivo-social do Estado. A execução da competição é de responsabilidade da Federação de Esportes Estudantis de Minas Gerais (FEEMG). Os jogos contam com o apoio da Prefeitura de Jeceaba, por meio das Secretarias Municipais de Educação e de Cultura, Esporte, Turismo e Lazer, além dos Conselhos Municipais de Esporte e Turismo.

Para saber mais sobre as chaves e a tabela dos jogos acesse: http://jogosescolares.esportes.mg.gov.br/wp-content/uploads/2013/01/Chaveamento-e-Emparceiramento-Jeceaba.pdf

Publicado em Regional

A Semana de Museus tem início nesta segunda, 15, e vai até o domingo, 21.

A abertura acontece hoje no Museu da Ladeira, às 20h, com o “Prosa na Janela”. Nas janelas e portas do casarão que abriga o museu, o Grupo Dez Pras Oito encenará o espetáculo “Histórias da Minha Terra”.

O artista Átila Caiafa e seus convidados também farão uma apresentação de voz e violão.

Não percam!

Publicado em Eventos

A bola já está rolando na 15ª edição da Copa Verão de Futsal Infanto-juvenil. A cerimônia de abertura do evento foi realizada na noite desta quarta-feira, 11, no Poliesportivo Central.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas praticando esportes e campo de beisebol



Em clima olímpico, as 30 equipes participantes: (Sub-16) Red Bull Futsal, Itacolomy, Spurs, Spv Alvorada, Glicose, Sport Futsal, Bulls e Bangu E.C.; (Sub-18) Glicose, Sport Futsal, Galáticos, K.Ô, Gunners, Caxa Baxa, Velez, Fanáticos, Shakthar, Elite, Olímpico, Velotrol, Red Bull Futsal, Jacaloucos, The Cat’s United e Porto e Elite; (Feminino) Sport Futsal, Glicose, SPV Alvorada, Far Play e Red Bull Futsal se apresentaram ao público e cantaram os hinos nacional e municipal, além de reverenciarem a entradas das bandeiras do Brasil, de Minas Gerais, de Congonhas e o acendimento da Tocha Olímpica. Os jovens também fizeram um juramento para garantir o bom andamento dos jogos. O prefeito Zelinho e o secretário de Esportes José Lúcio de Castro prestigiaram a abertura da competição.

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé e sapatos

A Copa é dividida nas categorias Sub-16 e Sub-18 masculinas e na Copa Verão Feminina. Após a cerimônia aconteceram três jogos. A equipe Sub-16 Red Bull Futsal ganhou de 6 x 3 da Itacolomy. Já as equipes Glicose e Sport Futsal empataram em 2 x 2 pela categoria Sub-18. O time Kô levou a melhor sobre o Galácticos no Sub-18 terminando o jogo em 4 x 2. Esta é uma das principais competições de futsal de Congonhas e é organizada pelo Governo Municipal, através da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e campo de beisebol


Mais informações e tabela de resultados atualizada em: http://esporte.congonhas.mg.gov.br/

Publicado em Ultimas de Congonhas

Um espetáculo de música, teatro, dança e luzes abriu a programação do Natal Luz 2016, na noite desta sexta-feira, 9, na Basílica. Alunos do Projeto Garoto Cidadão apresentaram a Cantata de Natal com a participação da Folia de Reis e de cantores congonhenses.

Crianças e adultos se divertiram e refletiram com a mensagem de fé e igualdade apresentada. A coordenadora do Garoto Cidadão Magna Cristina explicou que, “como Congonhas é uma cidade com muita influência africana, este ano o espetáculo usou está cultura para tratar de assuntos como renascimento, tradição e o verdadeiro sentido do Natal”.

A secretária de Cultura Miriam Palhares agradeceu aos alunos e a direção do Projeto, em nome do prefeito Zelinho, pela bela apresentação e convidou a todos presentes para participarem da extensa programação do Natal Luz. O evento é uma realização da Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura, com apoio da FUMCULT e patrocínio da Ferrous, Associação Comercial e Empresarial (ACE) e Sindcomércio Congonhas.


Mais um ano está chegando ao fim e o clima de união, celebração e renovação está no ar. Para tornar esta época ainda mais especial o Governo Municipal preparou uma bela iluminação e uma programação cheia de música e arte no Natal Luz 2016, que acontece de 9 de dezembro a 6 de janeiro.

Nesta sexta-feira, dia 09, acontece a abertura do Natal Luz com a Cantata de Natal do Projeto Garoto Cidadão. A apresentação será realizada, às 20h, na sacada do Hotel Colonial, na Basílica.

Além das apresentações de corais, orquestras, bandas de música, espetáculos de teatro e a abertura da tradicional casinha do Papai Noel, este ano a programação contempla a visitação em dois presépios móveis e a volta da iluminação na Alameda das Palmeiras, agora toda revitalizada.

Confira a programação completa:

Publicado em Eventos

Com o tema "A Narrativa e a Cidade", foi iniciada a 3ª Festa Literária de Congonhas (FLIC), que se estende até o dia 23 de novembro, com a inauguração da Biblioteca do Museu de Congonhas.

A abertura oficial do evento, promovido pelo Governo Municipal, por meio da Secretaria de Educação em parceria com o Museu de Congonhas, foi realizada nessa quarta-feira, 26, no Museu de Congonhas. A noite contou com a mesa literária "Livro de Cabeceira" e o musical "L'Aurora, uma viagem musical da Itália ao Brasil", com a cantora Carmem Célia. Também foi apresentado o "Bibliolino", o nome do mascote da FLIC, eleito por meio de um concurso.

Durante um mês, uma vasta programação encantará os amantes da literatura. Serão realizadas diversas atividades como biblioteca na praça, contação de histórias, "Esqueça um Livro", bate-papo com a presença de escritores consagrados, além de outras manifestações artísticas e culturais.

A cerimônia contou com a presença do prefeito Zelinho; da primeira-dama, Miriam Schwab; da secretária municipal de Educação, Maria Aparecida Resende; da diretora da biblioteca municipal Djalma Andrade, Cristiane Melo; do diretor da FUMCULT e do Museu de Congonhas, Sérgio Rodrigo Reis; além de educadores, escritores e leitores.

FLIC

A secretária municipal de Educação, Maria Aparecida Resende, destacou o investimento do Governo Municipal no valor de R$ 2.700.000,00 para compras de livros e coleções. Além disso, incentiva a leitura por meio de ações desenvolvidas nas bibliotecas e da realização da Festa Literária. "A FLIC desperta o gosto de ler e falar do que se lê, além de incentivar a produção literária. Incentivamos o outro à arte da escrita, da leitura, da audição e da declamação", completou.

Além de ler poemas que escreveu na época de estudante, o prefeito Zelinho destacou que o Município conta com 20 escolas em tempo integral, fazendo com que os alunos explorem ainda mais as bibliotecas das instituições. "Como é bom estar presente neste evento e ver que Congonhas incentiva a leitura, que é muito importante. É com prazer que estou aqui, como prefeito, participando dessa abertura maravilhosa da 3º FLIC", disse.

O presidente da FUMCULT e diretor do Museu de Congonhas, Sérgio Rodrigo Reis, explicou que o acervo da Biblioteca do Museu de Congonhas é composto por livros de Fábio França, Myriam Andrade Ribeiro, doações da UNESCO e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). "Consideramos que essa biblioteca é da rede municipal de ensino, não nossa. É uma biblioteca de referência, que vai falar sobre Congonhas, Aleijadinho e todo o conteúdo que temos aqui na cidade", destacou. Para ele, a presença da FLIC no centro cultural é muito importante, pois “o Museu de Congonhas é o primeiro museu de sítio do Brasil, feito para potencializar todo o conteúdo que temos o privilégio de absorver em Congonhas".


Livro de cabeceira

Convidados especiais apresentaram seus livros preferidos, na mesa "Livro de Cabeceira". Participaram o prefeito Zelinho; a secretária de Educação, Maria Aparecida Resende; o diretor do Museu de Congonhas, Sérgio Rodrigo Reis; a professora Neiva Cordeiro Freitas; Terezinha de Paula Costa, membro da Academia de Letras de Congonhas; a professora Mary Pires Gouvêa; o psicólogo Renan Senra Barbosa; o professor Josimery Aparecida Nogueira; o professor Wolmer Ricardo Tavares; e o professor-doutor Antônio Vicente Vieira.

Para a professora Neiva Cordeiro Freitas, falar sobre leitura cria em todos a vontade de ler mais. Além disso, "para quem tem um talento, a vontade de ler puxa a vontade de escrever", disse.

FLIC


Musical

A cantora Carmem Célia, uma das selecionadas no projeto "Congonhas faz Cultura", apresentou o musical "L'Aurora, uma viagem musical da Itália ao Brasil". O espetáculo celebrou a união entre Itália e o Brasil, com músicas conhecidas das duas culturas, como "Per Amore", "Funilí Funiculá", "Garota de Ipanema" e "O Bêbado e a Equilibrista".

FLIC


Vencedor do concurso

Este ano, o nome do mascote da FLIC foi escolhido por meio de um concurso cultural. Leitores de Congonhas e região enviaram sugestões de nomes utilizando o Facebook da Biblioteca Pública Djalma Andrade. O vencedor, Sócrates Resende, de Conselheiro Lafaiete, sugeriu o nome "Bibliolino" e irá ganhar um kit de livros de literatura.


Programação da 3ª Festa Literária de Congonhas FLIC

- 10 de novembro
9h: Biblioteca na Praça
Contação de Histórias com Rebeca
Atividades lúdicas literárias
Local: Praça Matriz

- 11 de novembro
14h: Biblioteca na Praça
Contação de Histórias com Adriane Vieira
Local: Roda Letras na Praça da Rodoviária

- 16 de novembro
9h: Biblioteca na Praça
Contação de Histórias com Júnia Ferreira
Atividades lúdicas literárias
Local: Praça Dom Oscar

20h: Palestra com a escritora Maria do Carmo Dias Camelo (Dona Carminha)
“Congonhas, do forno a lenha ao carro de bois”
Local: Museu de Congonhas

- 18 de novembro
20h: Palestra com a historiadora Dra. Myriam Andrade Ribeiro de Oliveira
“O Aleijadinho e o Santuário de Congonhas”
Local: Museu de Congonhas

- 19 de novembro
14h: Lançamento da obra do historiador Paulo Henrique de Lima
“Venenos adocicados: a trajetória do poeta e jornalista Djalma Andrade”
Local: Museu de Congonhas

- 23 de novembro
14h: Biblioteca na Praça
Contação de Histórias com Daniela Modesto
Atividades lúdicas literárias
Local: Praça JK

20h: Inauguração da Biblioteca do Museu de Congonhas
Palestra com o prof. Fábio França, historiador especialista em Barroco
“Aleijadinho, ilustre cidadão de Congonhas - Interpretação de sua obra”.
Local: Museu de Congonhas

Durante todo o mês do evento terá o “Esqueça um livro”. Quem quiser participar desapegue de um livro para que outros possam ler.

Publicado em Ultimas de Congonhas

Página 1 de 2

Banner Direita Interna 11
Banner Direita Interna 12
Banner Direita Interna 13
Banner Direita Interna 21
Banner Direita Interna 22
Banner Direita Interna 23

Indicador Congonhas

O Indicador Congonhas é um portal criado pela jornalista Maria Clara Evangelista com o intuito de informar os internautas, principalmente os que moram em Congonhas e nas cidades vizinhas. Aqui você encontra notícias, atualizações sobre o trânsito e a BR 040, colunas, agenda de eventos, catálogo online, fotos e muitos mais. Faça um tour pelo nosso site e conheça o mais completo portal de informações de Congonhas!

Newsletter Indicador

Assinando o serviço de newsletter você não perderá as principais notícias do Indicador Congonhas, elas serão enviadas diretamente para seu e-mail! Para isso basta cadastrar seu e-mail no campo abaixo. O serviço é grátis!

Indicador Congonhas Instagram