Agora, as quitandeiras de Congonhas têm uma identidade visual, que utiliza o símbolo da folha de Congonha e traços do Barroco. A marca, desenvolvida pelos alunos do Laboratório de Experimentações Gráficas (LEGRA) do curso tecnológico em Design Gráfico do UniBH, pode ser aplicada em diversas peças, como aventais, sacolas e cartões. O projeto foi apresentado durante o Circuito Acadêmico da universidade, nessa quarta-feira, 30 de novembro, em Belo Horizonte. O evento contou com a participação das quitandeiras, que levaram suas delícias culinárias, e da equipe da Secretaria Municipal de Cultura. Veja o trabalho aqui.

http://www.congonhas.mg.gov.br/wp-content/uploads/2017/12/1-DSC_1078-1.jpg


O tradicional concurso do Festival da Quitanda foi regado a muita emoção.

Publicado em Ultimas de Congonhas

Mais de 20 mil pessoas são esperadas na 17º edição do Festival da Quitanda de Congonhas, que acontece no domingo 21 de maio na Romaria. O evento, promovido pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Cultura, tem o patrocínio da CSN Mineração e conta com o apoio da FUMCULT, Emater, do Conselho Municipal de Cultura, do Mercado Central e promoção da Radio Educativa FM.


Durante o Festival, um cenário feito especialmente para o evento, transforma a Romaria e traz lembranças que remetem à vida no campo e aos antigos armazéns. Neste clima, 48 stands comandados por quitandeiras de Congonhas e de outras 18 cidades da região comercializarão variadas quitandas tradicionais da culinária mineira. As grandes estrelas da festa são o chá de congonha e o cubu que são oferecidos gratuitamente aos visitantes durante o evento. Artesãos de Congonhas também terão um espaço reservado para expor e vender seus trabalhos.

Outro destaque são as atrações musicais que farão a trilha sonora do festival. Haverá apresentação de grupos de Congado, da Corporação Musical Senhor Bom Jesus, Mayara Rodrigues, Grupo Viola Inviolada, Miltinho Edibeto e banda e Cleiber Tarcísio.

“Há 17 anos resgatamos a cultura das quitandas de Minas neste festival. Quitandeiras de Congonhas e região se reúnem aqui para repassar a tradição, expor e vender o que fazem de melhor. O Festival da Quitanda já faz parte da tradição da nossa cidade e a cada ano atrai mais visitantes. Além disso, temos a noite de Caldos de Violas que antecede a festa e oferece deliciosos caldos e música sertaneja de qualidade na Romaria. Gostaria de agradecer o apoio da CSN Mineração que este ano está patrocinando o evento e também agradecer o empenho da equipe da Secretaria de Cultura na realização da festa. Todos estão convidados para o nosso Festival da Quitanda!”, disse o prefeito Zelinho de Freitas.

Para Luiz Paulo Barreto, diretor Corporativo da CSN, a empresa se orgulha de estar ao lado da cidade de Congonhas em um dos seus eventos mais tradicionais e de maior demonstração de sua cultura. “Congonhas tem a mineração e a arte em sua História, mas que também se fez marcar pela gastronomia”, afirma.

Programação Festival da Quitanda


Concurso

O Festival realiza um concurso de quitandas que premia as seguintes categorias: Quitanda “Prata da Casa” (melhor quitanda de Congonhas), “Quitanda Regional” (melhor quitanda dentre as demais cidades participantes), Quitanda “Comércio Especializado” (melhor quitanda dentre as padarias, confeitarias e supermercados participantes) e “Melhor Stand” (melhor ornamentação da barraca). Para selecionar os ganhadores, 30 jurados especializados entre chefes de cozinha, professores de gastronomia, donos de restaurantes e designers participam do evento.

Todo ano também é confeccionado o Caderno de Receitas do Festival da Quitanda, com as iguarias concorrentes de Congonhas. O caderno é distribuído durante a festa.

Quem for passar o dia no evento tem a opção de almoçar na própria Romaria, já que será montado no local um restaurante que, além de oferecer conforto aos visitantes, cumpre a função social de ajudar entidades filantrópicas que são as responsáveis pela atividade.

A secretária municipal de Cultura, Mirian Palhares, reforça a importância do Festival. “Esta é uma festa para toda a família. Pessoas de todas as idades se divertem. Assim como as receitas das quitandas mineiras passam de geração para geração, o mesmo ocorre com a tradição de participar deste evento. Nosso festival tem relevância nacional e está mais um ano inserido nas comemorações do aniversário do Mercado Central em Belo Horizonte. Todos estão convidados”, diz.

Publicado em Eventos

No sábado, dia 20, será realizada, na Romaria, a Noite de Caldos e Violas. Neste dia serão comercializados caldos variados, que, juntamente com Gabriel Sater e a dupla Mayck e Lyan – representantes do melhor da música sertaneja de raiz, vão ajudar a espantar o frio característico das noites de maio em Congonhas.

Confira a programação completa:

Programação Festival da Quitanda




Concurso

O Festival realiza um concurso de quitandas que premia as seguintes categorias: Quitanda “Prata da Casa” (melhor quitanda de Congonhas), “Quitanda Regional” (melhor quitanda dentre as demais cidades participantes), Quitanda “Comércio Especializado” (melhor quitanda dentre as padarias, confeitarias e supermercados participantes) e “Melhor Stand” (melhor ornamentação da barraca). Para selecionar os ganhadores, 30 jurados especializados entre chefes de cozinha, professores de gastronomia, donos de restaurantes e designers participam do evento.

Todo ano também é confeccionado o Caderno de Receitas do Festival da Quitanda, com as iguarias concorrentes de Congonhas. O caderno é distribuído durante a festa.

Quem for passar o dia no evento tem a opção de almoçar na própria Romaria, já que será montado no local um restaurante que, além de oferecer conforto aos visitantes, cumpre a função social de ajudar entidades filantrópicas que são as responsáveis pela atividade.

A secretária municipal de Cultura, Mirian Palhares, reforça a importância do Festival. “Esta é uma festa para toda a família. Pessoas de todas as idades se divertem. Assim como as receitas das quitandas mineiras passam de geração para geração, o mesmo ocorre com a tradição de participar deste evento. Nosso festival tem relevância nacional e está mais um ano inserido nas comemorações do aniversário do Mercado Central em Belo Horizonte. Todos estão convidados”, diz.

Publicado em Eventos

Mais de 20 mil pessoas são esperadas na 17º edição do Festival da Quitanda de Congonhas, que acontece no domingo 21 de maio na Romaria. O evento, promovido pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Cultura, tem o patrocínio da CSN Mineração e conta com o apoio da FUMCULT, Emater, do Conselho Municipal de Cultura, do Mercado Central e promoção da Radio Educativa FM.

Além do Festival, na véspera do evento, sábado, dia 20, será realizada a Noite de Caldos e Violas. Neste dia serão comercializados caldos variados, que, juntamente com Gabriel Sater e a dupla Mayck e Lyan – representantes do melhor da música sertaneja de raiz, vão ajudar a espantar o frio característico das noites de maio em Congonhas.

Durante o Festival, um cenário feito especialmente para o evento, transforma a Romaria e traz lembranças que remetem à vida no campo e aos antigos armazéns. Neste clima, 48 stands comandados por quitandeiras de Congonhas e de outras 18 cidades da região comercializarão variadas quitandas tradicionais da culinária mineira. As grandes estrelas da festa são o chá de congonha e o cubu que são oferecidos gratuitamente aos visitantes durante o evento. Artesãos de Congonhas também terão um espaço reservado para expor e vender seus trabalhos.

Outro destaque são as atrações musicais que farão a trilha sonora do festival. Haverá apresentação de grupos de Congado, da Corporação Musical Senhor Bom Jesus, Mayara Rodrigues, Grupo Viola Inviolada, Miltinho Edibeto e banda e Cleiber Tarcísio.

“Há 17 anos resgatamos a cultura das quitandas de Minas neste festival. Quitandeiras de Congonhas e região se reúnem aqui para repassar a tradição, expor e vender o que fazem de melhor. O Festival da Quitanda já faz parte da tradição da nossa cidade e a cada ano atrai mais visitantes. Além disso, temos a noite de Caldos de Violas que antecede a festa e oferece deliciosos caldos e música sertaneja de qualidade na Romaria. Gostaria de agradecer o apoio da CSN Mineração que este ano está patrocinando o evento e também agradecer o empenho da equipe da Secretaria de Cultura na realização da festa. Todos estão convidados para o nosso Festival da Quitanda!”, disse o prefeito Zelinho de Freitas.

Para Luiz Paulo Barreto, diretor Corporativo da CSN, a empresa se orgulha de estar ao lado da cidade de Congonhas em um dos seus eventos mais tradicionais e de maior demonstração de sua cultura. “Congonhas tem a mineração e a arte em sua História, mas que também se fez marcar pela gastronomia”, afirma.

Programação Festival da Quitanda




Concurso

O Festival realiza um concurso de quitandas que premia as seguintes categorias: Quitanda “Prata da Casa” (melhor quitanda de Congonhas), “Quitanda Regional” (melhor quitanda dentre as demais cidades participantes), Quitanda “Comércio Especializado” (melhor quitanda dentre as padarias, confeitarias e supermercados participantes) e “Melhor Stand” (melhor ornamentação da barraca). Para selecionar os ganhadores, 30 jurados especializados entre chefes de cozinha, professores de gastronomia, donos de restaurantes e designers participam do evento.

Todo ano também é confeccionado o Caderno de Receitas do Festival da Quitanda, com as iguarias concorrentes de Congonhas. O caderno é distribuído durante a festa.

Quem for passar o dia no evento tem a opção de almoçar na própria Romaria, já que será montado no local um restaurante que, além de oferecer conforto aos visitantes, cumpre a função social de ajudar entidades filantrópicas que são as responsáveis pela atividade.

A secretária municipal de Cultura, Mirian Palhares, reforça a importância do Festival. “Esta é uma festa para toda a família. Pessoas de todas as idades se divertem. Assim como as receitas das quitandas mineiras passam de geração para geração, o mesmo ocorre com a tradição de participar deste evento. Nosso festival tem relevância nacional e está mais um ano inserido nas comemorações do aniversário do Mercado Central em Belo Horizonte. Todos estão convidados”, diz.

Publicado em Ultimas de Congonhas

As quitandeiras de Congonhas antecipam o 17° Festival da Quitanda em ações que serão realizadas em:

Domingo (07/05)
Horário: 10h às 13h
Local: Praça Barão de Queluz, em Conselheiro Lafaiete

Quarta-feira (10/05)
Horário: 9h às 17h
Local: Vale - Mina Fábrica

Quinta-feira (11/05)
Gravação Terra de Minas
Local: Pousada Casarão da Pedra

Sábado (13/05)
Horário: 9h às 15h
Local: Mercado Central, em Belo Horizonte
Horário: 8h às 11h
Local: Feira do Mercado do produtor Rural, em Congonhas

Segunda-feira (15/05)
17h: Encontro com Quitandeiras e Celia Corsino
Local: Congonhas

Quarta-feira (17/05)
14h: Intervenção na Praça JK, em Congonhas

Sexta-feira- 19/05
Horário: 15h às 17h
Local: Rodoviária de Congonhas



A consultora e instrutora em Gestão da Qualidade e Segurança dos Alimentos, a bióloga Adriana Lara, ministrou, nessa quarta-feira, 6, na Romaria, um treinamento para mais de 30 quitandeiros que participarão do 17º Festival da Quitanda de Congonhas. O curso “Boas Práticas para Manipuladores de Alimentos” é fruto de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Cultura e o presidente da Comissão Pró-Fundação do Sindicato Intermunicipal das Empresas de Bufê de Minas Gerais (SINDBUFÊ/MG), João Evangelista Teixeira Filho.

O encontro é uma das ações promovidas pela organização do evento para garantir que os alimentos comercializados ganhem mais qualidade a cada edição. A próxima reunião da equipe será realizada no dia 19 de abril.

Este ano, o Festival da Quitanda será realizado no dia 21 de maio na Romaria. No dia anterior, 20, acontecerá a Noite dos Caldos e Violas.


A primeira reunião dessa quarta-feira, 22, entre a equipe da Secretaria de Cultura com as mais de 30 quitandeiras que participarão do Festival da Quitanda/2017 definiu o período de inscrições das receitas concorrentes, a data de um treinamento que todas as participantes receberão, entre outros detalhes do evento que apresenta deliciosos quitutes de forno e fogão, regados ao melhor do cancioneiro regional. Este ano, a festa será realizada no dia 21 de maio na Romaria. No dia anterior, 20, acontecerá a Noite dos Caldos e Violas.

Durante a reunião, ficou definido o período entre 3 e 6 de abril para as inscrições das quitandas concorrentes nas categorias “Prata da Casa” (melhor quitanda de Congonhas), “Quitanda Regional” (melhor quitanda dentre as demais cidades participantes), “Comércio Especializado” (melhor quitanda dentre as padarias, confeitarias e supermercados participantes) e “Melhor Stand” (melhor ornamentação da barraca).

O dia 5 de abril ficou reservado para um treinamento ministrado pela nutricionista Adriana Lara, que instruirá o grupo sobre as boas práticas na elaboração dos alimentos, além de ajuda-las com técnicas de vendas e decoração dos stands no intuito de atrair mais público.

A reunião definiu ainda detalhes das intervenções que visam a divulgar o Festival da Quitanda em cidades como Belo Horizonte e Conselheiro Lafaiete, por exemplo. Nessas ocasiões, além de contar a história da cidade e do evento, as quitandeiras servem ao público produtos típicos do festival.

Este ano, o Caderno de Receitas será especial. Ele reunirá as receitas vencedoras aas 16 edições interiores.

Um dedinho de prosa e uma xícara de café não vão faltar no 17º Festival da Quitanda e serão o acompanhamento perfeito para os deliciosos quitutes feitos pelas talentosas mãos das quitandeiras de Congonhas e região.

Publicado em Ultimas de Congonhas

O 16º Festival da Quitanda, tradicional festa da cidade, já se aproxima. Este ano o evento acontece nos dias 14 e 15 de maio, na Romaria.

Neste final de semana acontece o Festival de Quitanda em Congonhas. São aguardados novamente na Romaria neste domingo congonhenses, além de turistas da região e de todas as partes do Brasil. O evento acontece das 9h às 19h.

Na véspera, será realizada a Noite de Caldos e Violas, com comercialização de deliciosos caldos e comidas típicas, e apresentação de cantores da região e os de renome nacional, que aquecem o público neste clima de quase inverno. Os shows do sábado ficam a cargo dos congonhenses Kadú & Leo e da dupla nacionalmente conhecida Sá e Guarabyra.

Com uma estimativa de público de aproximadamente trinta mil pessoas, o evento é muito aguardado por trazer de volta as tradições do campo e as antigas receitas das fazendas mineiras. Um festival extremamente saboroso e agradável.

O Festival da Quitanda apresenta 33 stands com quitandeiras locais e 18 stands de várias cidades da região (Belo Horizonte, Jeceaba, Sabará, São Brás do Suaçuí, Conselheiro Lafaiete, Ouro Branco, Itabirito, Lagoa Dourada, São Gonçalo do Rio Abaixo, Itaverava, Santa Bárbara do Tugúrio, Piranga, Nova Lima, Belo Vale, Entre Rios de Minas), num total de 51 e 13 cidades participantes.

Bolo canjiquinha, trança de Calabresa com queijo canastra, enrolado de mandioca com goiabada, pão de torresmo, rosquinha de amendoim, caçarola de fubá, bolo de laranja do quintal, sonho de aipim, bolo de farinha de milho Romeu e Julieta, biscoito de polvilho com queijo e fubá são algumas das mais de trinta delícias que as quitandeiras de Congonhas irão comercializar no festival. E isso é apenas uma parte. As cidades participantes irão oferecer mais 30 receitas. 

Durante todo o domingo, acontecem apresentações culturais e shows com músicas de raiz e a comercialização de quitandas tradicionais e artesanais, com objetivo de resgatar e preservar a tradição da culinária mineira. Há também um concurso de quitandas que premia as seguintes categorias: Quitanda “Prata da Casa” (melhor quitanda de Congonhas), “Quitanda Regional” (melhor quitanda dentre as demais cidades participantes), Quitanda “Comércio Especializado” (melhor quitanda dentre as padarias, confeitarias e supermercados participantes) e “Melhor Stand” (melhor ornamentação da barraca).
Todo ano é confeccionado o Caderno de Receitas do Festival da Quitanda, com as iguarias concorrentes de Congonhas. Este é distribuído durante a festa.

Tudo isso acontece na Romaria, centro cultural localizado junto ao conjunto arquitetônico das obras de Aleijadinho. O cenário do Festival da Quitanda sempre é temático, remetendo às fazendas do interior e às tradições rurais de Minas Gerais.

Tombamento

O trabalho das quitandeiras de Congonhas encontra-se em processo de avaliação junto ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, para que este ofício seja considerado patrimônio imaterial.

Além deste cunho cultural, o festival também contribui para a inclusão socioeconômica, pois promove o empoderamento das quitandeiras, proporcionando a elas a oportunidade de melhorarem a oferta de seus produtos e serviços e terem, na comercialização de quitandas, uma fonte de renda para elas e suas famílias.

Publicado em Eventos

Página 1 de 2

Banner Direita Interna 11
Banner Direita Interna 12
Banner Direita Interna 13
Banner Direita Interna 21
Banner Direita Interna 22
Banner Direita Interna 23

Indicador Congonhas

O Indicador Congonhas é um portal criado pela jornalista Maria Clara Evangelista com o intuito de informar os internautas, principalmente os que moram em Congonhas e nas cidades vizinhas. Aqui você encontra notícias, atualizações sobre o trânsito e a BR 040, colunas, agenda de eventos, catálogo online, fotos e muitos mais. Faça um tour pelo nosso site e conheça o mais completo portal de informações de Congonhas!

Newsletter Indicador

Assinando o serviço de newsletter você não perderá as principais notícias do Indicador Congonhas, elas serão enviadas diretamente para seu e-mail! Para isso basta cadastrar seu e-mail no campo abaixo. O serviço é grátis!

Indicador Congonhas Instagram