A história da cadela agredida no Centro de Conselheiro Lafaiete com uma faca teve um final feliz. Após a agressão sofrida no último dia 27 de dezembro o animal está recuperado, ganhou um lar e até já tem nome. A agressão a cadela ganhou grande repercussão nas redes sócias e provocou indignação e revolta os internautas.

A Polícia Militar por meio do 4° Pelotão PM de Meio Ambiente e Trânsito (13° Região da Polícia Militar) confirmou a aplicação de multa ao suspeito de ter agredido a cadela. Foi registrada a ocorrência de maus tratos, onde a informação repassada pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) relatava que uma cadela encontrava-se agonizando devido a um golpe de faca nas costas. A testemunha, uma mulher, 29 anos, proprietária de um estabelecimento comercial na avenida Telésforo Cândido de Resende, próximo ao Edifício Irmãos Oliveira, relatou que alguns clientes a informaram o fato de que um indivíduo de 45 anos, também dono de um comércio no endereço, teria esfaqueado uma cadela que havia entrado no local.

O suposto autor negou veementemente a ação criminosa. Diante do exposto, medidas administrativas foram adotadas em desfavor do suposto autor com a lavratura de Auto de Infração em seu desfavor no valor total da multa de R$ 19.735, 90 por prática de maus tratos a animais. Uma equipe do Centro de Controle de Zoonoses com o apoio da médica veterinária Carla Sássi recolheu a cadela no estabelecimento e realizou o procedimento para a retirada da faca.

99590c20 9d4a 43fc b02f c33c60a95ea0 1Final feliz

Recuperada após o processo de retirada da faca, a cadela passou alguns dias no CCZ e foi adotada pela jovem Giovana Ávila Canuto, 20 anos, residente no bairro Gigante. “Sempre fui apaixonada por animais, tanto é que tenho mais quatro bichinhos. Quando abri o Facebook e vi a notícia não consegui parar de chorar. Logo em seguida me veio o sentimento de que ela era minha. Eu tinha que ficar com ela de qualquer forma. Então entrei em contato com a Carla Sássi na mesma hora, dizendo que a cadela já tinha uma mamãe esperando por ela”, relatou Giovanna que deu ao animal o nome de Hope que na língua portuguesa significa esperança.

“Adotei porque eu queria que ela sentisse o verdadeiro amor, sentisse que ainda existe gente do bem. O mundo não está totalmente perdido. Quando a cadela chegou, ela ficou bem assustada com qualquer forma de carinho, mas hoje já está entendendo que isso tudo é o que ela sempre mereceu. Precisou viver tantos anos na rua, sofrer essa agressão para achar o seu verdadeiro lar, minha casa, meu coração”, frisou a jovem.

Publicado em Regional

Esta é mais uma daquelas histórias que a gente pensa só existirem na cabeça dos autores de novelas. Uma tia está à procura das sobrinhas, IMG-20160523-WA0014duas irmãs gêmeas que foram dadas para adoção há cerca de 21 anos. Ana Paula Azevedo não perde a esperança de encontrar as filhas da irmã, que mora na localidade de Olhos D’água, distrito de Monsenhor Isidro, em Itaverava.

Como a família não tinha condições financeiras e não recebeu apoio do pai das crianças, a única alternativa que restou, apesar de dolorosa, foi entregar as meninas para adoção mediante o acordo de que os parentes biológicos poderiam visitá-las de tempos em tempos. Porém, o combinado não foi cumprido pelos pais adotivos e a família não tem notícias das gêmeas, hoje adultas, desde que elas foram entregues.

Ana Paula Azevedo, a tia das meninas, diz que a família nunca desistiu de descobrir o paradeiro das irmãs, mas as buscas têm sido infrutíferas: “A gente sempre procurou, mas infelizmente nunca teve informações. São 21 anos de muito sofrimento, muita luta; minha irmã sonha rever as duas filhas e nunca deixa de pedir por elas em suas orações. Infelizmente, meu pai faleceu sem realizar o sonho de rever as netas, mas nós não vemos a hora de poder abraça-las outra vez.”

As gêmeas foram registradas como Nayara Maria Azevedo e Natália Aparecida Azevedo. A única lembrança que a família guarda das meninas é uma antiga foto tirada por ocasião do batizado das duas.

Fonte: Fato Real

ANUNCIE EM NOSSO SITE

Se você tiver alguma informação que possa contribuir para a celebração deste tão esperado reencontro, entre em contato com Ana Paula Azevedo pelo telefone (31)9 8777 5519.

Publicado em Regional

Direita 1
Direita 2
Direita 3
Banner Direita Interna 11
Banner Direita Interna 12
Banner Direita Interna 13
Banner Direita Interna 21
Banner Direita Interna 22
Banner Direita Interna 23

Indicador Congonhas

O Indicador Congonhas é um portal criado pela jornalista Maria Clara Evangelista com o intuito de informar os internautas, principalmente os que moram em Congonhas e nas cidades vizinhas. Aqui você encontra notícias, atualizações sobre o trânsito e a BR 040, colunas, agenda de eventos, catálogo online, fotos e muitos mais. Faça um tour pelo nosso site e conheça o mais completo portal de informações de Congonhas!

Newsletter Indicador

Assinando o serviço de newsletter você não perderá as principais notícias do Indicador Congonhas, elas serão enviadas diretamente para seu e-mail! Para isso basta cadastrar seu e-mail no campo abaixo. O serviço é grátis!

Indicador Congonhas Instagram