Passado o fenômeno que foi Bibi Perigosa em “A força do querer”, Juliana Paes dará um descanso da imagem na TV para se dedicar ao cinema no primeiro semestre. Mês que vem, ela roda "Arigó", com Danton Mello no papel do médium que dá nome ao longa, considerado o maior de todos os tempos.

O filme conta a história de José Pedro de Freitas, conhecido como Zé Arigó, responsável por cirurgias e curas espirituais durante 20 anos, em Congonhas (MG), sob influência do espírito de Dr. Fritz, médico alemão que trabalhou na Primeira Guerra Mundial.

Em junho, a atriz volta ao set de filmagem para estrelar "Água dos porcos", uma co-produção Brasil/Argentina, dirigida por Roly Santos.

Fonte: Extra


A produção responsável pela gravação do longa-metragem sobre o médium congonhense Zé Arigó informou que o ator Selton Mello não será o protagonista do filme.

O ator e diretor Selton Mello teve uma uma reviravolta na carreira: ele vai estrear em Hollywood como diretor. O artista deu uma entrevistaà revista Variety e anunciou que vai dirigir o longa Cathedral City, escrito por John Newman. O filme será produzido por Tai Duncan e Paul Schiff pela Zero Gravity Management, empresa responsável pelos originais Netflix Ozark e Beast of no Nation.

Danton Mello começará, em março, a filmar um longa sobre José Pedro de Freitas (1921- 1971), o Zé Arigó, médium mineiro.


A Polícia Militar foi acionada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Congonhas nesta quinta-feira (15/02)


Idolatrado por milhares de pessoas do Brasil e do mundo, pelo dom da cura, e filho de Congonhas, o médium José Pedro de Freitas, mais conhecido como Zé Arigó, vai ter sua história contada nas telas do cinema pelas mãos do produtor Roberto D´avila.

O ator Danton Mello e a atriz Juliana Paes serão os protagonistas do longa-metragem interpretando o médium e sua esposa Arlete Freitas, também figura ilustre da cidade.

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo

Nesta quinta-feira, 15, a produção do filme esteve em Congonhas para verificar as locações onde serão gravadas algumas cenas. As Igrejas da Matriz de Nossa Senhora da Conceição e do Senhor Bom Jesus de Matosinhos serão cenários dessa grande trama, que começará a ser gravada em Congonhas, no final de abril.

Outras cidades como Cataguases e Rio Novo também receberão as gravações. O filme será exibido nos cinemas de todo o Brasil no início do ano que vem.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, árvore, sapatos e atividades ao ar livre


O Consórcio Público para o Desenvolvimento do Alto Paraopeba (CODAP), presidido pelo prefeito de Zelinho e que tem como secretário executivo o ex-vereador Rodolfo Gonzaga, em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater), a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), inicia um trabalho de fomento à agricultura familiar da região. Coordenados pelo escritório da Emater, de Ouro Branco, agricultores daquela cidade realizaram esta semana o cercamento uma área de 5 mil m² na Fazenda Modelo, do Centro de Referência de Agricultura Familiar do CODAP, em Ouro Branco e, em seguida, iniciaram o plantio de milho BRS 4103, feijão IAC Milênio e sorgo Santa Elisa, próprio para produção de silagem. O consórcio adquiriu o adubo, além do material da cerca, enquanto a Emater entrou com as sementes. A Prefeitura de Ouro Branco contribuiu com o preparo do solo. A Fazenda Modelo funciona em área cedida por comodato pela Gerdau ao consórcio.

O escritório daquela cidade está conduzindo as atividades agrícolas na Fazenda Modelo, até que se forme uma comissão de profissionais de diferentes áreas de atuação dos municípios consorciados. Esta irá assumir a definição e execução das tarefas no Centro de Referência da Agricultura Familiar.

Segundo Paulo Marcelino da Silva, engenheiro agrônomo da Emater em Ouro Branco, “nesta parceria, somos responsáveis pela assistência técnica aos produtores rurais. A Epamig e a Embrapa irão realizar pesquisas. Os resultados serão oferecidos aos agricultores familiares pelos técnicos da Emater de cada município consorciado, para que esses produtores optem pelos tipos de alimentos que mais se adaptem ao Alto Paraopeba e, com isso, consigam uma produção maior e de melhor qualidade”.

Publicado em Regional

As inscrições de pré-matrícula para cinco cursos online oferecidos pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) em Congonhas estarão abertas nos próximos dias no Museu de Congonhas. Nesta terça-feira, 20, e na quinta-feira, 22, as inscrições poderão ser feitas das 09h às 17h. Já na quarta-feira, 21, o horário será das 13h às 17h. Os cursos são de Língua Brasileira de Sinais (Libras), Inglês Básico, Espanhol Básico e Produtor de Cerveja.

Quem quiser se inscrever deve levar cópias dos comprovantes de escolaridade e residência, além de Carteira de Identidade e CPF. Os inscritos receberão por e-mail uma carta de encaminhamento informando o protocolo para inscrição, o período de início e término da oferta do curso, orientações para acesso à plataforma de Ensino a Distância (EAD), e outras informações.

Para mais informações, ligue: 3732-2657.

Cursos:

Língua Brasileira de Sinais (Libras) – 20 vagas / 160 horas

Escolaridade mínima: Ensino Fundamental II (6º a 9º) – Completo

Perfil profissional: Comunica-se com pessoas surdas. Aplica o alfabeto manual da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Auxilia na conversação em Libras nos setores de instituições públicas e privadas que trabalham com atendimento ao público.

Idade: Acima de 15 anos


Introdução à Interpretação em Língua Brasileira de Sinais (Libras) – 20 vagas / 160 horas

Escolaridade Mínima: Ensino Fundamental II (6º a 9º) – Completo

Perfil Profissional: Realiza a interpretação simultânea entre a Língua Brasileira de Sinais e o português e vice-versa, em nível básico, em relacionamentos pessoais, comerciais e de trabalho, bem como nos diversos serviços de atendimento ao público.

Idade: Acima de 15 anos


Inglês Básico – 20 vagas / 160 horas

Escolaridade mínima: Ensino Fundamental I (1º a 5º) – Completo

Perfil profissional: Compreende e usa expressões familiares e cotidianas e enunciados simples. Apresenta-se e apresenta a outros. Faz perguntas e dá respostas sobre aspectos pessoais (o local onde vive, as pessoas que conhece e as coisas que tem). Comunica-se na língua inglesa de modo simples, se o interlocutor falar lenta e distintamente e se mostrar cooperante.

Idade: Acima de 15 anos

Espanhol básico – 20 vagas / 160 horas

Escolaridade mínima: Ensino Fundamental I (1º a 5º) completo

Perfil Profissional: Compreende e usa expressões familiares e cotidianas e enunciados simples. Apresenta-se e apresenta a outros. Faz perguntas e dá respostas sobre aspectos pessoais (o local onde vive, as pessoas que conhece e as coisas que tem). Comunica-se na língua espanhola de modo simples, se o interlocutor falar lenta e distintamente e se mostrar cooperante.

Idade: Acima de 15 anos


Produtor de cerveja – 20 vagas / 200 horas

Escolaridade mínima: Ensino Fundamental I (1º a 5º) completo

Perfil profissional: Realiza a produção de cerveja. Aplica técnicas de conservação de matérias-primas, produtos em elaboração e de produtos prontos. Segue os princípios das boas práticas de fabricação de cervejas e zela pelas condições de segurança no local de trabalho.

Idade: Acima de 18 anos

Publicado em Ultimas de Congonhas

A Polícia Militar de Congonhas foi acionada na rua Dr. Pacífico Homem Júnior onde durante as festividades

Publicado em Ultimas de Congonhas

O Carnaval de Congonhas rende boas histórias e muitas alegrias. Além das tradicionais escolas de samba Jacuba, Mocidade, Matriz e Praia, já desfilaram pela avenida Marechal blocos que atraíam – e ainda atraem – milhares de foliões. Dois grupos que fazem a festa há décadas na cidade desfilam neste Carnafolia 2018: o Romper do Alvorada e as Mimosas.


Romper do Alvorada
Esta será a 36ª vez que o Romper do Alvorada alegra a madrugada do carnaval congonhense. Um de seus fundadores, Ênio Barbosa, conta que o bloco surgiu em um encontro de amigos: “Nos reunimos para fazer um churrasquinho na véspera de Carnaval, na virada de sexta-feira pra sábado. Tínhamos uns instrumentos e resolvemos sair para dar uma volta na cidade. No ano seguinte passamos a fazer uma concentração e a sair às 5h da manhã”.

O bloco desfila neste sábado, 10, às cinco horas da manhã. Formado só por homens vestidos de pijama, o bloco leva não só alegria para avenida, mas também apresenta sempre uma sátira. Este, ano, o tema será a barragem de Casa de Pedra. Há mais de 30 anos Helder Gonzaga da Silva participa do Romper do Alvorada. “Sempre gostei de carnaval. Então, onde tinha bloco eu estava atrás. Alguns amigos se juntaram, formaram o bloco e deu certo. Comecei a participar e não parei mais”, conta.

A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna

Já as Mimosas desfilam com irreverência há 36 anos, levando para a Marechal mais de 2 mil foliões. O bloco é formado por homens que se vestem de mulher, que saem distribuindo beijos nos homens que estão assistindo ao desfile. Segundo um dos fundadores, Marcos Damasceno Alves, conhecido como Nero, “Esse bloco surgiu com a ideia de um amigo nosso do Rio de Janeiro, que sempre passava o Carnaval aqui em Congonhas. Ele sugeriu que saíssemos vestidos de mulher. Cerca de 10 amigos saíram pela avenida e fundamos o bloco. Todo ano desfilamos, distribuindo alegria e beijando os homens. A cada ano o bloco foi aderindo foliões. Virou tradição”.

A marchinha, composta pelo congonhense Nilo Sérgio, está na boca dos congonhenses:

“Me abraça, me beija

Faz de mim o que quiser

Que eu estou aqui para o que der e vier

Me abraça, me beija

Faz de mim o que quiser

Que eu estou aqui para o que der e vier”


A participação de grupos da terceira idade na grande festa popular brasileira é um dos diferenciais do Carnaval de Congonhas há 11 anos. O Arrastão da Melhor Idade, organizado pela secretária de Cultura da Prefeitura, Miriam Palhares, reúne no desfile da sexta-feira usuários do Centro de Referência do Idoso (CRI), o Grupo de Convivência da ASAPEC, Arte de Viver (Pires), Viver de Novo, Reviver da Terceira Idade (Dom Oscar), REJAM (Alto Maranhão), Renascer e POP – Poente Prateado. Estes dois últimos voltam a avenida durante a festa momesca.

O Arrastão da Melhor Idade fará o segundo desfile da sexta-feira, às 21h, logo depois do Bloco da APAE. A concentração acontece no pátio da Prefeitura, com um esquenta é um lanche, que aumenta ainda mais o ânimo. Como o próprio nome sugere, a segunda atração da noite arrasta os associados destes grupos, seus familiares e demais foliões, ao som da Banda N. Sra. d’Ajuda, do Alto maranhão, que entoa marchinhas de Carnaval. Para Dona Cecília, responsável pelo Grupo REJAM, “o desfile no arrastão é uma atividade diferente das desempenhadas durante o ano, quando os associados participam do bingo, da terapeuta ocupacional e recebem orientações médicas, graças à parceria com o Centro de Referência do Idoso (CRI). Semanas antes do desfile, os associados ficam ansiosos. Na hora, a gente esquece dor e qualquer problema”. O Grupo de Convivência da ASAPEC (Associação dos Aposentados, Pencionistas e Idosos de Congonhas e Região), coordenado pela Dona Feijó, levará para a avenida 40 componentes, vestidos com a camisa da Associação e adereços. A mais experiente deles é Dona Ana Ribeiro Felício, de 85 anos.

No domingo, às 19h, será a vez do Grupo Renascer ganhar a avenida com 75 dos 110 associados, além de parentes e amigos deles. “Nosso tema será a Primavera, mas já homenageamos o grupo de teatro Dez Pras Oito e músicos da cidade. Saímos de abadá. Haverá baianas também. Já a música não aceitamos trocar. Temos o nosso hino com o seguinte refrão: – ♪ Eu já criei a quem tinha de criar, já ensinei a quem tinha de ensinar. Agora na melhor idade o que passou é saudades ♫.”, adianta a coordenadora do grupo, Dona Regina Bartolomeu, que destaca sorrindo de uma coincidência: “durante nosso desfile, sempre chove”.

Já na segunda-feira, às 20h, vai para a Marechal boa parte das 65 senhoras associadas ao Grupo POP – Poente Prateado, das quais 25 compõem a bateria. Elas ensaiam tarol e percussão toda terça-feira, na sede situada na Praia. No local também foram confeccionadas, desde 16 de janeiro, pelas próprias componentes, as fantasias, alegorias e adereços. Quem não tem condições de desfilar costuma ir assistir. “Este ano vamos lembrar Carmem Miranda, porque a ouvimos e dançamos muitos ao som das músicas dela no nosso tempo. Ano passado comemoramos os 15 anos do grupo e, em 2015, fizemos um Carnarraiá”, finaliza a coordenadora, Dona Rosângela.


Praças de Alimentação

Serão três praças de alimentação para atender os foliões, uma na av. JK próximo à Prefeitura (que servirá comida), outra na rua Pacífico Homem Júnior (com bebidas) e a terceira, próxima à esquina da rua Pacífico Homem Júnior, formada por carros adaptados com bebidas e comidas.

Vigilância Sanitária

A fiscalização da Vigilância Sanitária entrará em ação na sexta-feira, 9, e atuará até terça, 13. A equipe irá verificar as boas práticas de preparação e conservação dos alimentos. Os fiscais estarão circulando nas ruas. A qualquer inadequação detectada, os fiscais irão apreender e descartar os alimentos. O principal fiscal é o consumidor.

Dicas:

1- Fique atento ao cheiro dos alimentos e a higiene dos produtos e do local;

2- Recomenda-se evitar alimentos de risco como (salpicão, feijoada) e virtude de apresentarem grande manipulação e risco de contaminações;

3 – Os comerciantes deverão procurar a Vigilância Sanitária para receberem as orientações sobre a conduta adequada para o trabalho durante o Carnaval;

4 – ORIENTAÇÕES PARA FUNCIONAMENTO DE BARRACAS – confira as regras clicando aqui.

Código de posturas

Na primeira praça, estarão disponíveis dez barracas e na segunda, 9. Os fiscais de postura da Prefeitura irão fiscalizar os locais destinados às barracas de alimentos e bebidas e se os vendedores ambulantes obedecem à área delimitada para eles. Este trabalho visa a organizar o espaço de vendas e garantir o fluxo normal de pessoas.


Banheiros químicos

Serão 40 banheiros femininos e 30 masculinos (incluindo banheiros para deficientes) distribuídos por toda a área central. Também serão disponibilizadas cabines para o Parque Ecológico da Cachoeira.

Publicado em Ultimas de Congonhas

Página 1 de 202

Direita 1
Direita 2
Direita 3
Banner Direita Interna 11
Banner Direita Interna 12
Banner Direita Interna 13
Banner Direita Interna 21
Banner Direita Interna 22
Banner Direita Interna 23

Indicador Congonhas

O Indicador Congonhas é um portal criado pela jornalista Maria Clara Evangelista com o intuito de informar os internautas, principalmente os que moram em Congonhas e nas cidades vizinhas. Aqui você encontra notícias, atualizações sobre o trânsito e a BR 040, colunas, agenda de eventos, catálogo online, fotos e muitos mais. Faça um tour pelo nosso site e conheça o mais completo portal de informações de Congonhas!

Newsletter Indicador

Assinando o serviço de newsletter você não perderá as principais notícias do Indicador Congonhas, elas serão enviadas diretamente para seu e-mail! Para isso basta cadastrar seu e-mail no campo abaixo. O serviço é grátis!

Indicador Congonhas Instagram