Em Minas Gerais, houve uma queda significativa no número de nascimentos entre 2015 e 2016, segundo levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) junto a cartórios de registro civil. Foram 253.3891 nascimentos registrados, uma redução de 5,4%.

Nos últimos cinco anos, houve sempre crescimento no número de nascimentos no Estado – 2.747.373 em 2010 e 2.945.445 em 2015. Segundo a analista do IBGE em Minas Luciene Longo, há uma hipótese para a redução acentuada.

“A redução mais expressiva no número de nascimentos provavelmente está relacionada à epidemia de zika vírus. Percebemos que houve uma grande campanha entre os médicos, nesse período, pedindo para as mulheres adiarem a gravidez. Tanto que Pernambuco foi o Estado onde teve a maior redução no número de nascimentos. Lá a queda foi de 10%”, diz Luciene, lembrando que o os nascimentos caíram 5,1% em todo o país nesse período. A crise econômica, seria, segundo o IBGE, outro fator que teria contribuiído para adiar os planos de maternidade.

Nos anos de 2015 e 2016, houve uma epidemia de zika vírus em vários Estados brasileiros e a doença foi associada ao grande número de nascimentos de crianças com microcefalia. Pernambuco foi o Estado que registrou o maior número de casos.

A maior concentração dos nascimentos se dá no grupo etário de mulheres de 25 a 29 anos, evidenciando um perfil mais envelhecido da curva de distribuição dos nascimentos por idade da mãe (24,4%).

Fonte Hoje em Dia 

Publicado em Regional

Graziela Barbosa Coimbra, de 23 anos, está ansiosa para receber a equipe de resgaste da Via 040 que auxiliou o parto de Felipe, no Km 170, da BR-040, em João Pinheiro (MG). A mãe e o bebê foram encaminhados para o hospital municipal de João Pinheiro e estão bem. A equipe que realizou o procedimento atua no Posto de Atendimento ao Usuário localizado no Km 173.

Tudo aconteceu na madrugada de segunda-feira, 15 de agosto. Por volta das 4h da manhã, veio ao mundo Felipe, o 6º bebê a nascer este ano com o apoio dos socorristas da Via 040. Graziela seguia de carro, acompanhada do esposo e de um casal de tios, de Luislândia do Oeste (próximo a Três Marias) com destino ao hospital, quando sentiu fortes contrações. Os familiares decidiram parar no Posto de Atendimento de João Pinheiro para solicitar auxílio à equipe da Concessionária.

De acordo com Diego Cordeiro, socorrista que atuou no parto, Graziela foi conduzida para uma ambulância do tipo UTI da Concessionária, equipada com os recursos necessários. “Seguimos por cerca de 3 quilômetros. A bolsa da Graziela rompeu e realizamos o parto dentro da ambulância, em plena BR-040”, destaca Cordeiro, ainda emocionado.

Graziela comentou com a equipe, que havia perdido o primeiro filho após o parto e, por isso, estava apreensiva. Os socorristas conseguiram tranquiliza-la e realizar os procedimentos com êxito. “Mostramos que tudo estava correndo bem e ela foi ficando mais calma. O parto foi um sucesso e o bebê nasceu saudável”, ressalta Diego Cordeiro.

Mãe e filho foram levados pela ambulância da Via 040 até o hospital de João Pinheiro. Os familiares, que acompanharam Graziela e Felipe durante todo o tempo, também se emocionaram. No hospital, o pai pode carregar Felipe e vê-lo de perto.

Cordeirose diz realizado por ter colaborado com o nascimento. “Para todos que atuaram no parto, a chegada do Felipe foi uma experiência sem igual. Foi ótimo poder ajudar”, celebra o socorrista da Via 040.

Equipe da Via 040 se emocionou ao realizar o parto de Graziela Coimbra, que deu à luz Felipe, no Km 170, em João Pinheiro (MG). Na foto, o socorrista Diego Cordeiro e a médica Amanda Lopes com Felipe. 


6º nascimento em 2016

Todos os nascimentos ocorridos na BR-040 ocorreram em 2016. As equipes de resgate da Via 040 atuaram em cinco partos de seis crianças. Em 12 de julho, Dalila Ferreira da Cruz deu à luz Ana Luiza, no Km 405, em Curvelo (MG).

No dia 26 de junho, nasceram, em plena BR-040, os gêmeos Eduardo e Gabriel, filhos de Rosa da Silva Fonseca, de 28 anos. Eles nasceram no Km 555 da BR-040, em Nova Lima (MG). Eduardo e Gabriel nascessem bem, sem complicações.

Davi, em 23 de janeiro, e Ana Julia, em 26 de março, também vieram ao mundo na BR-040. Estes dois últimos partos foram atendidos pelas equipes da base operacional localizada no Km 452, em Caetanópolis (MG). Todos os procedimentos foram bem sucedidos.

Publicado em Regional

Passado o alívio de ter mãe e filhos passando bem, o caso do nascimento de dois bebês em plena movimentada e perigosa BR 040 traz outras nuances do caso divulgado pela mídia estadual e regional.

A mãe, Luciana Rosa da Silva Fonseca (28), entrou em trabalho de parto quando era conduzida à capital em uma ambulância da Policlínica Municipal. Numa conjunção de fatores como a habilidade de uma técnica de enfermagem e a sorte da presença inicial de uma viatura da concessionária Via 040, o parto de emergência foi realizado com sucesso.

No entanto, além do fator sorte, há outros como falhas e erros. O assunto, além de estaque nos noticiários e redes sociais, também chegou à Câmara Municipal.

Vereador Benito LaporteEm pronunciamento feito em plenário o vereador Benito Laporte (PROS) criticou o que ocorreu. “O erro de ter levado uma gestante para Belo Horizonte e ela ter ganhado nenê a uma distância de 100 quilômetros começa aqui no hospital, onde o médico deve ter falhado em alguma coisa. Se a mulher estava em trabalho de parto, jamais poderia ter sido transportada. Mas o pior é que o Município tem convênio com uma empresa com seis ambulâncias de UTI, mas leva a gestante numa ambulância pequena acompanhada por uma enfermeira. Isso é grave porque poderiam morrer as crianças e a mãe também. Quando forem transportar gente de Lafaiete para qualquer hospital, que transportem numa ambulância que dê condições para que a pessoa chegue viva ao outro hospital”. O próprio vereador citou que uma empresa privada atende o município com unidades de UTI Móvel quando acionadas, mediante pagamento feito pela prefeitura. Ele se referia à Cedisme, que por meio de convênio firmado com o CISAP (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Alto Paraopeba), presta este serviço.

Também o vereador José Boaventura Celestino (PSDB) comentou o episódio direcionando a crítica a administração municipal e afirmou que “estavam brincando com vidas”. Já João Paulo Fernandes (DEM) ironizou ao dizer que a prioridade da administração municipal é a Expolaf e não a saúde.

A Secretaria Municipal de Saúde esclarece que cabe ao município fornecer o transporte em UTI Móvel quando o médico que atende os pacientes faz a indicação de sua necessidade de acordo com o quadro clínico. Nestes casos, além do transporte especial, o paciente é acompanhado por uma equipe completa com técnico de enfermagem, enfermeiro e médico . Porém, a secretaria afirma que no episódio dos gêmeos não houve indicação pelo médico que atendeu a paciente no Hospital Queluz, da necessidade do transporte em UTI Móvel. “Fizemos o que cabia à prefeitura oferecendo à paciente o transporte em ambulância sanitária do município e o acompanhamento de uma técnica em enfermagem, que, aliás, foi de grande competência conduzindo a situação até que uma equipe da Via 040 veio ao seu auxílio”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Marcos Prates.

Fonte: Fato Real

ANUNCIE EM NOSSO SITE

Publicado em Regional

Direita 1
Direita 2
Direita 3
Banner Direita Interna 11
Banner Direita Interna 12
Banner Direita Interna 13
Banner Direita Interna 21
Banner Direita Interna 22
Banner Direita Interna 23

Indicador Congonhas

O Indicador Congonhas é um portal criado pela jornalista Maria Clara Evangelista com o intuito de informar os internautas, principalmente os que moram em Congonhas e nas cidades vizinhas. Aqui você encontra notícias, atualizações sobre o trânsito e a BR 040, colunas, agenda de eventos, catálogo online, fotos e muitos mais. Faça um tour pelo nosso site e conheça o mais completo portal de informações de Congonhas!

Newsletter Indicador

Assinando o serviço de newsletter você não perderá as principais notícias do Indicador Congonhas, elas serão enviadas diretamente para seu e-mail! Para isso basta cadastrar seu e-mail no campo abaixo. O serviço é grátis!

Indicador Congonhas Instagram